Invicto, Michael Oliveira quer lutar de novo no Brasil

0
435

Pugilista venceu mais uma por nocaute e agora são 13 triunfos

Lutar “em casa” fez muito bem ao pugilista brasileiro Michael Oliveira, que construiu sua carreira aqui nos Estados Unidos. Em seu primeiro combate em São Paulo, o detentor do cinturão latino confirmou as expectativas e derrotou por nocaute, no terceiro assalto o dominicano Junior Ramos. Esta foi a 13ª vitória de Michael na carreira, sendo que em 11 deles ele levou o adversário à lona.
Antes de subir ao ringue, Michael presenciou a homenagem ao maior boxeador brasileiro de todos os tempos, Eder Jofre, pelos 40 anos de sua primeira conquista mundial.”Sonho em alcançar essa glória um dia”, admitiu o jovem pugilista, que recebeu dicas do seu ídolo antes do combate e elogios depois da luta. Ele tem uma excelente pegada, confirmou Eder Jofre.

De fato, foi exatamente uma sequencia de golpes que levou o dominicano à lona, no terceiro assalto. Nos dois primeiros rounds, a superioridade do brasileiro já era marcante e o nocaute era uma questão de tempo. “Treinei forte para esta luta e dei o que pude. Queria terminar mais cedo, mas ele era forte”, disse Michael após o confronto, ressaltando que iria voltar logo a Miami para retomar os treinos de olho na próxima luta.

O duelo foi pela categoria dos supermédios (até 76,204 kg) e Michael precisou emagrecer 10 quilos em um mês para ficar no peso ideal. Satisfeito com o apoio da torcida, ele prometeu voltar ao Brasil. “É muito bom sentir esse carinho e com certeza vou voltar ao ringue aqui”” disse o pugilista. Isso deve acontecer em fevereiro de 2011 ” antes o brasileiro tem um compromisso nos Estados Unidos, já em dezembro. Segundo Carlos Oliveira, pai e empresário de Michael, não está descartada uma luta contra Julio Cesar Chavez Jr. daqui a um ano.