Japão autoriza retorno a Fukushima

0
462

Quase dois meses depois do terremoto seguido de tsunami que atingiu o Japão, em março, e inutilizou os sistemas de resfriamento da usina nuclear de Fukushima, trabalhadores retornaram ao reator para tentar reativar o sistema. Os operários usaram máscaras, trajes protetores e pesados tanques de oxigênio e, mesmo assim, só tinham autorização de permanecer no local em turnos de apenas dez minutos para evitar uma exposição excessiva à radiação.

Esta foi a primeira vez que alguém entrou no edifício do reator 1 de Fukushima desde a explosão por combustão de hidrogênio de 12 de março. A tragédia deixou quase 15 mil mortos, mas o número deve subir, pois há pelo menos dez mil desaparecidos.