Jogadores do Atlético-PR adotam discurso confiante

0
529

Os jogadores do Atlético-PR seguem confiantes na classificação para a fase de grupos da Libertadores. Após derrota por 2 a 1 para o Sporting Cristal na noite de quarta-feira (29), no Estádio Nacional do Peru, o Furacão terá que vencer por 1 a 0 ou dois gols de diferença para avançar.

O meia Fran Mérida, que entrou durante o segundo tempo do jogo de ida, destacou a força do time rubro-negro: “Acredito na nossa equipe. A gente queria outro resultado. Mas faltam 90 minutos, e creio que vamos classificar porque somos uma equipe muito forte. Estamos com vida”, falou o meia espanhol em coletiva após o jogo.

A partida de volta será na próxima quarta-feira (5), na Vila Capanema. O goleiro Weverton diz que, ainda mais diante do torcedor, o Atlético-PR tem “totais condições” de superar o time peruano e avançar no torneio continental: “A gente veio para ganhar o jogo. Não ganhamos, mas não tem nada perdido. A gente tem totais condições de reverter o resultado, dentro de casa, um campo que a gente conhece. Tem que descansar e pensar só na vitória, que é o que interessa. Tem que evoluir em casa. Com o apoio do nosso torcedor, com certeza o time vai crescer”, falou à imprensa.

No jogo de ida, o Furacão saiu atrás no primeiro tempo, conseguiu o empate com o atacante Ederson no começo da etapa final, mas sofreu outro gol logo na sequência. Apesar da estreia com derrota, o zagueiro Manoel cita a atuação durante o segundo tempo como exemplo para o jogo de volta, em Curitiba: “A gente tem condições de reverter e fazer um bom jogo. No primeiro tempo, não conseguimos fazer um bom jogo. Mas, no segundo tempo, colocamos a bola no chão, trabalhamos a bola, e chegamos ao empate. Mas lá, com o apoio do torcedor do Atlético, vamos brigar para conseguir a vaga. Vamos trabalhar a semana e fazer de tudo para sair com a classificação”, prometeu.