Jovem paulista encontrada morta nos EUA

0
775

Vítima é Patrícia Silva, de Long Branch (New Jersey), e Polícia suspeita de ex-namorado. Trata-se do segundo caso de assassinato de brasileira na América em menos de um mês

A paulista Patrícia Silva, de 21 anos, foi encontrada morta na cidade de Long Branch, no interior de New Jersey. O corpo da jovem estava na agência de turismo onde ela trabalhava, com perfurações de tiros e sinais de agressões, mas amigos desmentem esta versão. De acordo com a Polícia local, um dos suspeitos dos disparos é o ex-namorado da vítima, visto com ela poucos minutos antes do momento presumível do crime, que aconteceu no dia 20 de dezembro. Este é o segundo assassinato de uma brasileira nestas condições, aqui nos Estados Unidos – Jackline Melo também foi morta em Deerfield, há 15 dias.
Patrícia trabalhava, há cinco meses, na área de atendimento na Transbrasil Travel, uma operadora turística na cidade litorânea de Long Branch. De acordo com Davino Ribeiro de Sena, cônsul-adjunto e chefe do setor de imprensa do Consulado-Geral do Brasil em Nova York, uma das hipóteses investigadas pela polícia é justamente a de crime passional. Patrícia morava com a família e deverá ser enterrada em New Jersey.
Autoridades descreveram o suspeito como um homem que usava jeans e casaco vermelho e tinha traços hispânicos. Moradores da área lamentaram da violência crescente no local. “Houve muitas mudanças na região. A linguagem é uma grande barreira aqui na cidade”, afirmou Charlie Nugent, um voluntário do Corpo de Bombeiros.
Amigos da vítima estavam consternados. “Ela era jovem, alegre e cheia de energia. Não merecia este fim trágico”, disse uma colega de trabalho, que preferiu não se identificar. No Orkut, a rede internacional de relacionamento, muitos conhecidos de Patrícia deixaram mensagens: “Você foi uma amiga que jamais vou esquecer. Você é nota mil e que Deus a tenha em um bom lugar”, escreveu Marcelo, no dia seguinte à morte.