Justiça nega pedido de novo julgamento para os Nardoni

0
444

Nova lei, porém, revogou o direito de condenados a mais de 20 anos

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou recurso que pedia um novo julgamento para Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, condenados pelo assassinato da menina Isabella, morta em 2008. O casal foi condenado por homicídio triplamente qualificado e fraude processual, por ter alterado a cena do crime).

A pena de ambos excedeu a 20 anos de prisão (Alexandre foi condenado a 31 anos, um mês e dez dias e Anna Carolina a 26 anos e oito meses de prisão) e este foi o argumento usado pelos advogados de defesa para pleitear novo júri automático. No entanto, eles se esqueceram que após o julgamento entrou em vigor uma lei que revogou o direito de um novo júri popular nesses casos. A decisão dos magistrados foi unânime.