Latinos representam 20% das salas de aula do país

0
548

Um em cada cinco estudantes nas escolas públicas é de origem hispânica

O número de estudantes de origem hispânica duplicou nas escolas públicas americanas nos últimos anos. Tanto que, atualmente, um em cada cinco alunos é latino, segundo um estudo do Pew, um dos principais centros de pesquisa sobre imigrantes na América.

São mais de 10 milhões de crianças e adolescentes hispânicos nas escolas (Elementary, Middle e High School) nos Estados Unidos, o que representa 20% do total. Na década de 90, esse grupo correspondia a apenas 12% dos alunos e os pesquisadores acreditam que o número tende a crescer ainda mais nos próximos anos. A projeção indica que a quantidade de latinos em salas de aula crescerá cerca de 166% até 2050.

Segundo o Censo, os estudantes hispânicos passarão dos atuais 10 milhões para mais de 28 milhões dentro de 42 anos, um incremento que contrasta com o da população não-hispânica, que aumentará em apenas 4%, pulando para 45 milhões de representantes. Texas e Califórnia são os estados com maior número de latinos dentro das salas de aula. Nesses estados, os alunos hispânicos já são maioria. Já no Arizona, Novo México e Texas, o percentual é de 40% para os latinos, enquanto que em estados como Nevada, Colorado, Illinois, Flórida e New York, oscila entre 20% e 40%. Em 22 estados, os estudantes hispânicos são a minoria mais representativa.

Dentre estes pequenos imigrantes (ou filho de imigrantes), a maioria (69%) vem do México. A seguir, bem distante, estão os portorriquenhos (9%), dominicanos e salvadorenhos (3%) e cubanos (2%). O Centro Hispânico Pew descobriu também que entre os alunos latinos das escolas públicas na América, 84% nasceram no país. Vale lembrar que outra recente pesquisa da mesma instituição mostrou que boa parte dos jovens latinos fala espanhol em casa.