Histórico

Lei facilitará permanência de brasileiros em Portugal

Desempenho de Luiz Felipe Scolari à frnete da seleção portuguesa é emblemática, de acordo com primeiro-ministro de Portugal

O primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, informou nesta quarta-feira (9) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, que o governo português sancionará na sexta-feira (11) a nova lei de imigração, que facilitará a regularização da permanência e a entrada de brasileiros naquele país.

Em discurso de improviso, Sócrates disse que a atuação do técnico Luiz Felipe Scolari no comando da seleção portuguesa de futebol, quarta colocada na Copa da Alemanha, é um “caso emblemático” e mostra como os portugueses estão “satisfeitos” com a presença dos brasileiros. “É o reconhecimento de que essas pessoas contribuem para o desenvolvimento e a modernização de Portugal”, afirmou.

Sócrates disse a Lula que o governo português editou ainda medida que dá um prazo de 90 dias para 6.500 brasileiros provarem o vínculo empregatício e regularizarem a situação em Portugal. Em 2003, os dois países assinaram acordo que permitiu a regularização de 18 mil brasileiros.O primeiro-ministro relatou que conta com brasileiros até em seu gabinete de trabalho.

No Planalto, Sócrates e Lula defenderam a ampliação das parcerias comerciais entre as empresas dos dois países, em especial nos setores de transporte aéreo, prospecção de petróleo turismo, construção civil e serviços. “Qualquer investidor avalia que a economia brasileira se transformou numa economia estável e de confiança”, disse o primeiro-ministro.

Já Lula ressaltou que Portugal é o sétimo maior investidor externo no Brasil, com estoque de capital de US$ 8 bilhões. O comércio entre os dois países movimentou US$ 1,2 bilhão em 2005.

Baixe nosso aplicativo