Lente de Cristal do Festival do Cinema Brasileiro em Miami vai para ‘VIPs’, de Toniko Melo

0
576

Lente de melhor curta ficou com ‘A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho’, de Alessandra Colasanti

Terminou com festa, na noite de sábado, a décima-quinta edição do Brazilian Film Festival of Miami. O Colony Theatre, em Miami Beach, lotou para a entrega da Lente de Cristal, que premia os melhores do cinema brasileiro todos os anos em Miami. A noite teve também uma homenagem especial ao cineasta Arnaldo Jabor, que recebeu uma Lente de Cristal pela sua importância na história do cinema brasileiro e pelo conjunto da sua obra cinematográfica.

A cerimônia foi apresentada pela atriz, diretora e coreógrafa Alessandra Colasanti, ela própria uma vencedora de uma Lente de Cristal, e João Bounassar. A abertura contou com um pequeno show de Ney Latorraca, interpretando com muito bom-humor uma paródia do hit “Como uma Deusa”, louvando a Inffinito Foundation, produtora do Festival.

Após a premiação foi exibido o longa “A Suprema Felicidade”, de Arnaldo Jabor, com a presença do cineasta na plateia.

A noite terminou com uma festa de encerramento no hotel Delano, em Miami Beach, tendo as produtoras da Inffinito, Viviane Spinelli e as irmãs Adriana e Cláudia Dutra, como anfitriãs.

Confira abaixo a lista dos vencedores do 15º Brazilian Film Festival of Miami:

PRÊMIO LENTE DE CRISTAL

Categoria longa-metragem: Melhor Filme; Direção; Ator; Atriz; Roteiro; Fotografia; Trilha sonora; Edição de Som; Montagem; Direção de Arte.

Melhor Filme – VIPs, de Toniko Melo
Melhor Direção – Eduardo Vaisman por 180º
Melhor Ator – Wagner Moura em VIPs, de Toniko Melo
Melhor Atriz – Olivia Torres em Desenrola, de Rosane Svartman
Melhor Roteiro – Claudia Mattos por 180º, de Eduardo Vaisman
Melhor Fotografia – Adrian Teijido por Boca do Lixo, de Flavio Frederico
Melhor Trilha Sonora – Eduardo Bid por Boca do Lixo, de Flavio Frederico
Melhor Edição de Som – Miriam Biderman & Ricardo Reis por Bróder, de Jefferson De
Melhor Montagem – Quito Ribeiro por Bróder, de Jefferson De
Melhor Direção de Arte – Lia Renha por Nosso Lar, de Wagner de Assis

Categoria curta-metragem: Melhor Filme; Direção; Roteiro; Fotografia; Direção de Arte.

Melhor Filme – A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho, de Alessandra Colasanti e Samir Abujamra
Melhor Direção – Sergio José de Andrade por Cachoeira
Melhor Roteiro – A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho, de Alessandra Colasanti e Samir Abujamra
Melhor Fotografia – Yure Cesar por Cachoeira, de Sergio José de Andrade
Melhor Direção de Arte – Robert Guimarães por O Bolo, de Robert Guimarães

Lentes de Cristal oferecidas pelo júri popular: Melhor curta-metragem e melhor longa-metragem.

Melhor longa-metragem – De Pernas para o Ar, de Roberto Santucci
Melhor curta-metragem – O Bolo, de Robert Guimarães