Libertadores não terá final brasileira este ano

0
611

Um é pouco, dois é bom, mas três foi demais. Depois de classificações dramáticas contra Colo Colo e Sport, o Palmeiras fracassou na missão de buscar a vaga nas semifinais da Copa Libertadores da América. Nesta quarta-feira, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo empatou com o Nacional, do Uruguai, por 0 a 0, no estádio Centenário.

O Palmeiras entrou em campo em desvantagem, pois havia empatado o jogo de ida por 1 a 1 no Palestra Itália. Por isso, buscou as ações ofensivas desde a etapa inicial. Só que faltou a inspiração de um herói como nas ocasiões anteriores.

O Palmeiras repetiu a tática do jogo da fase de grupos contra o Colo Colo e, mesmo fora de casa, partiu para cima do Nacional. Mas o Verdão esbarrou na falta de pontaria de seus atacantes e na atuação ruim do juiz equatoriano que deixou de dar um pênalti aseu favor após o desvio com a mão de Coates dentro da área. O árbitro Carlos Vera fugiu da pressão dos palmeirenses e mandou a partida seguir.

No segundo tempo, o panorama foi o mesmo em campo. O Palmeiras ficou com amplo domínio das ações. Aos 25 minutos, Obina recebeu dentro da área, girou o corpo, mas finalizou errado. Acuado, o Nacional passou a apelar para a demora nas reposições. Aos 39 minutos, a grande chance da classificação. Ortigoza cruzou da esquerda e Obina, livre na área, cabeceou para fora. Desesperado, Marcos desabou em lamentações no gramado. Nos acréscimos, Cleiton Xavier teve a chance de marcar, Marcos foi para a área, mas não foi suficiente para mudar o panorama.