Ligações de Whatsapp derrubam faturamento de gigantes do celular no Brasil

0
831

A telefonia celular no Brasil é uma das mais caras do mundo. Falar ao celular usando uma das operadores do país (como Claro, Vivo e TIM) custa mais do que em quaisquer países europeus e consome uma proporção maior da renda que em países como Cuba, Paquistão, Argélia ou Guiné Equatorial.

Essa relação vantajosa (para as operadoras, é claro) parece estar com os dias contados. Tudo graças ao aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, que recentemente passou a oferecer ligações gratuitas entre seus usuários. A novidade já impacta no faturamento das empresas de telefonia brasileiras.

Segundo levantamento da revista Época Negócios, no primeiro trimestre de 2015, o brasileiro falou, em média, 111 minutos ao celular, segundo dados da Anatel compilados pela consultoria Teleco, queda de 15,6% em relação aos últimos três meses de 2014. Nos últimos cinco trimestres, o número vinha caindo, era verdade, mas em um ritmo muito menor.

A queda na média de minutos derrubou também a receita média por usuário (R$ 11,6 contra R$ 12,8 no quarto trimestre de 2014). Entre as operadoras, a mais afetada foi a Claro: a minutagem média ficou 35% menor em três meses (despencando de 123 para 81).