Loja decide tirar de circulação camiseta polêmica

0
787

Segundo ativistas, mensagem ajuda a sedimentar e perpetuar o preconceito contra imigrantes

Uma piada de profundo mau gosto e que pode ter consequências sérias. Assim os ativistas definiram a camiseta lançada por uma loja com sede na Califórnia, que faz graça com a questão imigratória. “Os indocumentados são como os espermatozóides: milhões conseguem entrar, mas só um realmente trabalha”, diz a estampa. Depois da repercussão negativa e para evitar mais problemas, a Spencers decidiu tirar a camiseta de circulação.
“É um absurdo que alguém queira ganhar dinheiro com algo tão grosseiro. Eles deveriam se envergonhar do que fazem”, lamentou o ativista Juan Alvarado, de um ONG de Los Angeles, onde a camiseta chegou a ser colocada na vitrine de uma das lojas (em Fresno, CA). Segundo ele, o fato ajuda a promover a discriminação contra os imigrantes. “Trata-se de um estereótipo que fica na cabeça das pessoas por muito tempo”, acrescentou.
Muitas pessoas enviaram mensagens de protesto através do site da Spencers. “Nunca mais vou comprar nada na loja”, prometeu uma jovem, na porta do estabelecimento. Por outro lado, teve gente que não viu qualquer problema na mensagem. “As pessoas precisam levar as brincadeiras na esportiva, senão daqui a pouco não vamos mais poder falar nada, com medo de sermos acusados de preconceituosos”, argumentou Sarah Jones, também de Fresno.
Representantes da empresa se apressaram em afirmar que o objetivo não foi causar qualquer constrangimento com o lançamento do produto: “Somos conhecidos pelas mensagens irreverentes e engraçadas nas camisetas. Respeitamos a contribuição e o trabalho dos imigrantes ao País”, disse um dos diretores da Spencers, através de um comunicado. Por via das dúvidas, os funcionários das lojas retiraram de circulação todas as camisetas do estoque e o produto também não é mais encontrado no site da loja.