Maior parte dos remédios criados nos EUA vem da natureza

0
376

Quase a metade dos fármacos empregados na luta contra o câncer são produtos naturais ou se derivam deles, e isto se pode estender à maioria das doenças

Setenta por cento dos remédios criados nos últimos 25 anos nos Estados Unidos provém da natureza, apesar das sofisticadas técnicas empregadas para o projeto de produtos em laboratório.

Segundo uma pesquisa realizada por David Newman, diretor do setor de produtos naturais do Instituto Nacional do Câncer nos EUA, “o uso de produtos naturais” na elaboração dos fármacos se mantém “muito vivo”.

O estudo de Newman, que será divulgado na sexta-feira na revista Journal of Natural Products, atualiza as versões publicadas sobre este tema em 1997 e 2003, destacando “o significativo número de remédios produzidos a partir da interação dos micróbios após terem sido isolados”.

O autor do relatório disse para a agência de notícias Efe que “quase a metade dos fármacos empregados na luta contra o câncer são produtos naturais ou se derivam deles, e isto se pode estender à grande maioria das doenças”.

“A Mãe Natureza está muito viva, mas há também muitas companhias que continuam interessadas em investigar substâncias químicas e tratam de modificar as moléculas através de processos combinatórios”, indicou Newman.

O integrante do Instituto Nacional do Câncer nos EUA apostou no “aumento da combinação de materiais naturais com materiais sintéticos”, já que na sua opinião isso daria como resultado um “maior desenvolvimento dos fármacos”.