Mais de 813 mil jovens analfabetos no Brasil

0
344

Alagoas apresenta o pior índice do país

O Brasil é mesmo uma terra de contrastes. Quando tudo indicava que os índices na área de educação iam melhorar, o IBGE divulga um dado estarrecedor acerca dos índices de analfabetismo no país. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), um em cada cinco pessoas entre 18 e 29 anosabandonou a escola antes de completar o ensino fundamental. Isso representa que 7,4 milhões de jovens só tiveram de um a sete anos de estudo e, o que é pior, mais de 813 mil são analfabetos.

Os estados do Nordeste são os que apresentam o pior índice. O líder negativo é Alagoas, com 46% dos jovens em uma dessas duas situações. Na outra ponta do ranking está São Paulo, com 15% de exclusão. Para os especialistas, os números foram resultado de anos sem políticas efetivas no setor, que provoca especialmente a evasão escolar e o desinteresse pelos estudos. “Nossas escolas ainda vivem no início do século passado”, comparou o educador Paulo Vargas.

Um panorama geral sobre a desastrosa situação educacional no Brasil foi a colocação obtida nos exames do Programa Internacional de Avaliação de Alunos: entre 57 países avaliados, os alunos brasileiros obtiveram apenas a 53ª posição em matemática, a 52ª em ciências e a 48ª em leitura.