Mais um caso de porte de arma em escola de Broward

0
366

Adolescente ameaçou colegas com um revólver calibre 38

Dois meses depois de uma adolescente ter sido morta com um tiro por uma colega de classe na Dillard High School, em Fort Lauderdale, um novo caso envolvendo arma de fogo foi registrado na mesma instituição. Um garoto de 16 anos acabou detido por autoridades do condado esta semana depois de ameaçar duas estudantes com um revóver calibre 38: Tevin Clark, do 10º ano (high school), foi detido por porte ilegal de arma e outras acusações. A corte estadual vai decidir se o rapaz será julgado como adulto, mas a escola já determinou sua penalidade – ele está suspenso por duas semanas e deve ser expulso.

Ninguém ficou ferido no incidente e a arma de Tevin estava descarregada. As autoridades de ensino de Broward disseram que o jovem tentou fugir do flagrante, enrolando o revólver em uma camisa preta, mas foi encontrado por um oficial a cerca de dois quarteirões da instituição. Ainda assim, o estudante resistiu à prisão e só foi capturado com o uso de uma arma de choque. O irmão mais velho do acusado, Derrick, lamentou o ocorrido e teme pelo futuro de Tevin: “Ele tem a vida inteira pela frente”.

Em 12 de novembro, a jovem Amanda Collette foi atingida por um tiro fatal, à queima-roupa, disparado pela colega de classe Teah Wimberly, no corredor da escola. A acusada será julgada como adulta e pode ser condenada à prisão perpétua. O fato despertou a atenção das autoridades escolares, que instalaram detectores de metais nas instituições, mas isso mudou pouco a postura dos estudantes. Em dezembro, por exemplo, uma faca foi encontrada com um aluno de oito anos, também em uma sala de aula de Broward. “Infelizmente essa é a triste realidade e está se tornando cada vez mais comum”, disse Russell Murray, que mora pr’oxima à Dillard.