Mais um motivo para pedir o fim das ‘batidas’

0
471

Segundo secretário do Comércio, operações podem prejudicar trabalho do Censo

Um dos principais problemas dos recenseadores aqui nos Estados Unidos é a dificuldade em chegar aos imigrantes, normalmente arredios a fornecer informações. Por isso, o secretário de Comércio, Gary Locke, pediu não apenas que os profissionais do Censo se esforcem para entrar em contato com estas comunidades como também exortou às autoridades de imigração a suspenderem as operações do ICE (Immigrants and Customs Enforcement) durante o período de entrevistas. “Só assim, os indocumentados se sentirão à vontade para falar com estranhos”, disse Locke.

O pedido do secretário foi feito também ao presidente dos EUA, Barack Obama. A iniciativa se soma a tantas outras petições similares que chegaram ao líder da nação através de dezenas de organizações de defesa dos direitos humanos, líderes religiosos, ativistas e advogados. O objetivo é pressionar Obama para que ele intervenha junto ao Congresso pelas reformas que poderiam legalizar cerca de 12 milhões de indocumentados.

Locke e também o deputado democrata William Lacy Clay, do estado do Missouri, ficaram impressionados como as comunidades hispânicas e asiáticas estão temerosas de atender os recenseadores. “Os trabalhadores do Censo, muitos deles voluntários, merecem a confiança da população e estão ajudando a conhecer melhor o nosso país e a nossa diversidade”, disse o secretário, que tem ascendência asiática. Ele acrescentou que todas as informações fornecidas aos recenseadores são confidenciais e não há a menor chance que os dados sejam compartilhados com o serviço de imigração.

Pelo último censo, realizado em 2000, e de acordo com os dados oficiais, os Estados Unidos têm cerca de 11,6 milhões de imigrantes, especialmente em estados como Califórnia, New York, Flórida e Texas. No entanto, somente um levantamento mais apurado poderia demonstrar a realidade. Daí o interesse em suspender as operações da polícia de imigração durante 2010, ano do recenseamento.