Marquinhos Santos deixa o comando do Coritiba

0
389

Como Paulo Autuori comandou Vasco e São Paulo, número de trocas sobe para 19. Dois técnicos perderam seus empregos após derrotas em outras competições

Apenas sete. Esse é o número de clubes que seguem com os mesmos técnicos desde o início do Campeonato Brasileiro. Marquinhos Santos, demitido após a derrota do Coritiba para o Itagüí por 1 a 0, em jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana, foi o 18º treinador a deixar um clube que disputa o Brasileirão. Como Paulo Autuori passou por Vasco e São Paulo, são 19 saídas no total, sendo que 15 profissionais foram demitidos e quatro pediram demissão.

Após a decisão da diretoria do Coritiba, que também optou pela saída de Felipe Ximenes, o então superintendente de futebol do clube, Cruzeiro, Botafogo, Internacional, Goiás, Atlético-MG, Bahia e Corinthians passaram a ser as equipes que ainda não trocaram de treinador no Brasileirão. E o Tricolor baiano é o único que teve outros técnicos no ano.

O grande destaque entre os times que já tiveram mais de um técnico neste Brasileirão é o Náutico. Com 99% de chances de ser rebaixado, o Timbu estreou seu quinto treinador nesta quarta-feira (25), no empate em 1 a 1 com o Santos, na Vila Blemiro. Caberá a Marcelo Martelotte a missão de evitar esse descenso. Antes dele, já comandaram o Alvirrubro na competição: Silas, Zé Teodoro, Jorginho e o interino Levi Gomes. Como Levi segue sendo funcionário do Náutico, não entra na lista dos que já deixaram um clube.

Quatro técnicos se destacam pelo fato de terem pedido demissão. O primeiro foi Paulo Autuori, que deixou o Vasco, foi contratado pelo São Paulo na sequência e já está sem clube, foi demitido do Tricolor paulista. Carpegiani e Jorginho deixaram os comandos de Ponte Preta e Náutico, respectivamente, e Mano Menezes, pediu para sair do Flamengo na semana passada.