McDonalds tenta se reerguer de crise e troca CEO

0
904

Depois de meses de pressão, o grupo americano McDonald’s, número um do mundo em fast-food, anunciou, nesta quarta-feira (28), a saída de seu presidente, na esperança de reativar as vendas.

Don Thompson, de 51 anos, deixa o cargo de CEO e de presidente do conselho administrativo da empresa, a partir de 1º de março. Ele será substituído por Steve Easterbrook, que era vice-presidente encarregado da marca McDonald’s e ex-chefe de Operações europeias.

Thompson chegou à empresa há 25 anos e assumiu a liderança do grupo em julho de 2012, depois de ter dirigido as atividades americanas. “É difícil deixar a ‘McFamily’, mas cada coisa tem seu tempo. Tenho certeza de que, ao entregar as rédeas a Steve (Easterbrook), o grupo e a marca vão continuar avançando”, afirmou Thompson.

A rede de fast food vem perdendo clientela após a mudança de mentalidade dos americanos que têm optado por refeições mais saudáveis.

A decisão foi anunciada depois de a empresa divulgar uma queda de 2,4% na receita em 2014. McDonald’s não registra um crescimento de vendas nos Estados Unidos, seu maior mercado, desde outubro de 2013. Em Wall Street, as ações saltaram 3,17% nas negociações eletrônicas, após o fechamento da sessão. A empresa anunciou corte de $300 milhões em despesas até 2017.