Melões cantaloupe infectados podem causar a morte

0
852

Frutas contaminadas com a bactéria listeria já infectaram 72 nos EUA

Autoridades da área de saúde afirmaram esta semana que mais doenças e até mesmo mortes podem acontecer por conta da contaminação de melões (cantaloupe) pela bactéria listeria. Até agora, já estão confirmados pelo menos 72 casos de pessoas contaminadas – 16 das quais morreram – em 18 estados, no que já é considerado o maior surto de contaminação alimentar nos Estados Unidos em mais de uma década.

A administração dos Centers for Disease Control (CDC) e Prevention e do FDA (ministério da saúde americano) disseram que os consumidores que tiverem os melões produzidos pela Jensen Farms, do Colorado, devem jogá-los fora. Se o consumidor não tiver certeza da procedência, deve evitar comer a fruta.

O governo e as Jensen Farms não forneceram a lista de estabelecimentos que podem ter posto a fruta à venda. A orientação é para perguntar ao fornecedor a origem do produto e, na incerteza, evitar o consumo.

“Se não for da Jensen Farms, tudo bem”, afirmou Thomas Frieden, diretor do CDC. “Mas se não tiver certeza da procedência, jogue fora.”

A Jensen Farms of Holly, do Colorado, disse que despachou os melões contaminados para 25 estados, mas o FDA suspeita que esse número possa ter sido maior, porque foram registradas pessoas doentes em vários estados que não constavam da lista de distribuição. Um porta-voz da companhia disse que os produtos costumam ser revendidos, e por isso não há como saber com certeza para onde possam ter ido.

Os melões (cantaloupe) contaminados podem ter o rótulo “Colorado Grown” “Distributed by Frontera Produce,” “Jensenfarms.com” ou “Sweet Rocky Fords”. Mas nem todos os produtos teriam rótulo, segundo o FDA. A Jensen disse ter despachado mais de 300.000 caixas, contendo 15 melões cada, perfazendo cerca de 1.5 a 4.5 milhões de frutas a serem recolhidas.

Frieden e a comissária Margaret Hamburg, do FDA, disseram que mais casos de doença são esperados, porque o período de incubação da listeria pode chegar a um mês, ou até mais. Por isso, alguém que tenha consumido um melão contaminado na semana passada pode começar a sentir os sintomas apenas no final de outubro. A última caixa do lote contaminado foi despachada no dia 10 de setembro, e as frutas costumam ficar nas prateleiras por duas semanas, em média.

“Vamos ver mais casos em outubro”, disse Hamburg.

A listeria é mais ameaçadora para os idosos, grávidas e pessoas com o sistema imunológico enfraquecido. O CDC informou que a média de idade das pessoas doentes é de 78 anos, e que 1 em cada 7 dos contaminados com a bactéria morre.

Os sintomas de contaminação incluem febre e dor muscular, frequentemente acompanhados de indisposição gastro-intestinal.