Miami Heat na final da NBA

0
576

Após derrotar o Indiana Pacers por 99 a 76 no jogo 7, Miami Heat é campeão da Conferência Leste da NBA

Hill-e-Wade

O American Airlines Arena vestiu-se de branco na onda do White Hot e a torcida saiu satisfeita nesta segunda-feira (3) à noite depois do show de bola do Miami Heat sobre o Indiana Pacers no jogo 7 da série final da Conferência Leste. Curiosamente, o Miami Heat venceu todos os jogos ímpares da série (1, 3, 5 e 7) enquanto o Indiana Pacers ganhou os jogos pares (2, 4 e 6).

A equipe do sul da Flórida mostrou que o talento faz a diferença e comandou a partida quase completamente. O time de Indianápolis venceu apenas o primeiro quarto (21 a 19), mas foi dominado no restante do jogo. LeBron James jogou muito bem, de novo, tanto ofensivamente – marcou 32 pontos – como defensivamente ao anular Paul George, o craque do time adversário, que anotou apenas sete pontos e teve de sair do jogo após ter cometido sua sexta falta.

Dessa vez, porém, ele não jogou sozinho. A intensidade dele contagiou os companheiros, sobretudo Ray Allen (10 pontos), Dwayne Wade e Chris Bosh que vinham jogando abaixo das possibilidades. Wade anotou 21 pontos e capturou nove rebotes, demonstrando que pode voltar a ser o craque de antes. Bosh marcou nove pontos e pegou oito rebotes, mas foi muito importante na marcação ao grandalhão Roy Hibbert, de 2,18 metros.

Aliás, não só ele. Udonis Haslem, Chris “Birdman” Andersen, Mike Miller, Mario Chalmers, Wade e James revezaram-se na marcação dupla sobre o gigante Hibbert e sua produção caiu muito. Sem ele e George numa noite feliz, as chances de vitória do Indiana Pacers sumiram e eles foram massacrados impiedosamente pelos atuais campeões da NBA, para delírio dos 20.025 torcedores que lotaram o ginásio.

Agora, o Miami Heat vai enfrentar o San Antonio Spurs, campeão da Conferência Oeste da NBA, que eliminou o Memphis Grizzlies com um supreendente 4 a 0 na final e está bem descansado para enfrentar o time do sul da Flória que chega à final da NBA pela terceira vez consecutiva. Na temporada 2010-2011, o Miami Heat foi derrotado pelo Dallas Mavericks, de Dirk Nowitzki, e na temporada 2011-2012 venceu na final o Oklahoma City Thunder, de Kevin Durant.

Agora, a tarefa será bem difícil, porque do outro lado há também um Big Three (Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili), além do brasileiro Tiago Splitter, todos bem treinados por Greg Poppovich. Erik Spoelstra terá muito trabalho para armar o Miami Heat e conseguir anular a forte equipe texana.

A série começa nesta quinta-feira (6) em Miami e prossegue no domingo (9) também em Miami. Depois estão programados três jogos seguidos em San Antonio e os dois últimos em Miami. Isto, é claro, se as equipes jogarem as sete partidas previstas no calendário da NBA, com o último jogo marcado para o dia 20 de junho.