Miami sedia exposição em homenagem a carreira de Beatriz Milhazes

0
821

Ela é conhecida como a artista brasileira viva que tem as obras de arte mais caras da atualidade

 Beatriz Milhazes
Cena do filme de animação que será exibido durante o evento

Brasileiros na Flórida podem se preparar para uma oportunidade única em 2014, ver de perto um apanhado das melhores obras da artista brasileira, mundialmente conhecida, Beatriz Milhazes. A carioca será homenageada com uma exposição de suas melhores obras, hoje nas mãos de colecionadores e de museus na Europa, América do Sul e Estados Unidos, na nova ala do Pérez Art Museum, em Miami. A data ainda não foi divulgada, mas pelo nome dos organizadores, a dupla suíça Herzog & De Meuron, dá para perceber que aí vem coisa de primeira de linha.

Em agosto, ela abriu uma exposição no Paço Império, no Rio de Janeiro, depois de anos expondo e vendendo fora. A sua volta à terra natal foi notada pelos especialistas em artes e a imprensa, a conceituada revista americana Time chamou a brasileira de ‘a artista viva mais bem paga da atualidade’. E não é para menos, uma obra sua foi arrematada no ano passado em Nova York por R$ 4,9 milhões, quatro anos depois que outra tela saíra por R$ 2,6 milhões.

Em novembro, sua mostra do Paço Imperial irá para o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, e ela abrirá em São Paulo uma individual com novas obras na Galeria Fortes Vilaça. Outra homenagem à artista está vindo em forma de livro. A obra que sai no ano que vem pela badalada editora alemã Taschen terá a mesma premissa — ilustrar num único e luxuoso volume toda a produção da artista. O livro turbina o seu momento de consagração lá fora. Tudo isso ficará registrado em um documentário, que será lançado ano que vem.

As exposições e o filme marcam os 30 anos de carreira de Beatriz, que lembra que tudo começou com a paixão pela cor amarela. Mas quem admira seus quadros percebe que nem só de amarelo vive essa artista, seus quadros são marcados por cores estridentes e há tempos viraram símbolo da arte contemporânea brasileira no mercado global. Elas são uma síntese da alegria do Carnaval recapturada com uma plasticidade reluzente.