Michael Schumacher melhora mas segue em situação crítica

0
645

Michael Schumacher apresentou uma ligeira evolução clínica, mas continua internado em estado de risco no Centro Hospitalar Universitário da cidade de Grenoble, na França. Em coma induzido, o ex-piloto alemão passou por mais uma cirurgia cerebral e teve uma melhora clínica, de acordo com anúncio feito pelo corpo médico.

Heptacampeão mundial de Fórmula 1, Schumacher havia tido uma evolução ao longo da segunda-feira (30), e no final da tarde os médicos observaram uma oportunidade de realizar uma nova intervenção cirúrgica. A decisão foi tomada em conjunto e passada à família do ex-piloto, que autorizou que o procedimento fosse feito.

“Vimos uma melhora transitória na pressão intracraniana, tínhamos todas as informações e passamos à família para que uma decisão fosse tomada. A cirurgia de fato nos ajudou a controlar a situação. Houve uma melhora, mas não posso dizer se ele está fora de perigo”, declarou o médico e professor Jean-François Payen.

O procedimento teve duração de duas horas e drenou um hematoma importante no lado esquerdo do crânio de Schumacher. A situação do ex-piloto é estável.

“Ele ainda está em uma situação muito crítica, isso não mudou. Ainda não podemos dizer como ele estará quando acordar”, reforçou Payen. Faz-se necessário avaliar como será a resposta do organismo de Schumacher quando os medicamentos que induzem o coma forem retirados para estimular o despertar do paciente.

De acordo com a equipe médica, os dois principais hematomas no crânio de Schumacher já foram drenados. O ex-piloto ainda possui vários pontos de acúmulo sanguíneo, mas nenhum tão importante como os já controlados pelos especialistas.

Schumacher, que completou 45 anos na sexta-feira (3), sofreu um grave acidente na manhã de domingo (29) quando esquiava com o filho nos Alpes franceses, em uma pista da estação de Méribel.