Milionário brasileiro desaparece na Flórida

0
598

Polícia não sabia do paradeiro de Guma Aguiar até quinta-feira (21) após ele ter sumido sem deixar vestígios

 Guma Aguiar
O milionário brasileiro Guma Aguiar, 35 anos, desapareceu na costa da Flórida na última terça-feira à noite (19) enquanto navegava em um dos seus barcos. A polícia de Fort Lauderdale continuava as buscas no mar e em terra, na região leste da Las Olas Boulevard, nesta quarta-feira (20). Aguiar fez fortuna com gás natural e petróleo. Ele também é muito conhecido na comunidade israelense por seu trabalho filantrópico.

A Guarda Costeira e a Polícia de Fort Lauderdale estão trabalhando juntas nas buscas pelo empresário. A grande preocupação das autoridades é as condições de navegação durante a noite e manhã seguinte do desaparecimento de Aguiar. Na terça-feira à noite o Sistema Nacional de Meteorologia tinha emitido um alerta para a região, e as previsões para os próximos dias também não são boas com possibilidades de tempestades de verão.

Mesmo tendo experiência com o barco, segundo amigos e autoridades a embarcação do empresário não seria adequada para suportar as força das águas durante o mau tempo. A polícia não encontrou sinais de luta ou sangue dentro do barco, e a única coisa fora do normal seria uma barra de metal quebrada. O equipamento faz conexão entre os dois motores e poderia dificultar o controle do barco.

O barco de pesca de Guma Aguiar, o T.T. Zion, foi encontrado à 1h15min da madrugada de quarta-feira (20) com as luzes acesas e o motor funcionando na região da Fort Lauderdale. Aparentemente, ele retirou o barco, que estava ancorado na doca localizada na sua residência, por volta das 19h do dia anterior , e saiu para alto mar sozinho.

Família, amigos e autoridades não conseguiram ainda identificar o motivo que levou Guma Aguiar a sair à noite com o barco sem nenhum tipo de material de pesca. O barco foi levado para a inspeção policial.

Vida tumultuada

O desaparecimento do empresário brasileiro tem chamado atenção da mídia americana e israelense. Aguiar, que nasceu no Brasil, foi criado entre Estados Unidos e Israel. Desde 2009 ele é patrocinador da liga israelense de futebol, Beitar Jerusalém, e, no ano passado, teria comprado parte do time de basquetebol, Hapoel Jerusalém. Ele também investiu U$8 milhões em uma organização para ajudar judeus a voltarem para Israel.

Além do seu trabalho filantrópico e na área de esportes, a vida do empresário tem sido manchete nos jornais. Em janeiro de 2010, ele foi internado em um hospital psiquiátrico de Israel e, em 2011 sua família entrou com pedido na corte de Miami para apontar um tutor para Aguiar.

Em 2009, o milionário e o tio, Thomas Kaplan, entraram em briga judicial pela venda da companhia que os dois possuíam no Texas. A Leor Exploration & Production LLC, que explorava gás natural, foi vendida por $2,55 bilhões. O mesmo tio também processou Aguiar, afirmando que ele se dizia o novo messias dos judeus.