Morre Eduardo Campos, candidato à Presidência da República

0
1268

Aeronave em que o presidenciável viajava arremeteu devido ao mau tempo e caiu em área residencial

DA REDAÇÃO COM AGÊNCIAS

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, morreu hoje (13) aos 49 anos em um acidente com um avião por volta das 10am em Santos (72 km de São Paulo). A aeronave modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, vinha do Rio de Janeiro e tinha sete pessoas a bordo. O avião caiu em uma área residencial após arremeter devido ao mau tempo.

Campos viajava com outras seis pessoas, todos membros da sua equipe de campanha. Segundo o Comando da Aeronáutica, a aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto do Guarujá (SP). Assim que arremeteu, por causa do mau tempo, o avião perdeu contato com o controle de tráfego aéreo. A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar fatores que possam ter contribuído para o acidente.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave estava com o certificado de aeronavegabilidade e inspeção anual de manutenção em dia.

De acordo com a Infraero, morreram, além de Campos, os pilotos Geraldo Cunha e Marcos Martins, o assessor de imprensa Carlos Augusto Leal Filho, o fotógrafo Alexandre Severo Gomes e Silva, o cinegrafista Marcelo Lira e ainda Pedro Valadares Neto.

A candidata a vice, Marina Silva, não estava na aeronave. A ex-ministra do Meio Ambiente embarcaria com Campos no Rio, mas acabou viajando para São Paulo com assessores em um avião de carreira.

Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, Campos, ex-governador de Pernambuco, tinha compromissos de campanha no litoral paulista nesta quarta.