Mortos pelo terremoto no Chile já passam de 700

0
820

Prejuízos no país estão calculados em 30 bilhões de dólares

O número de vítimas fatais em decorrência do forte tremor de terra que abalou o Chile e foi sentido nos países da América do Sul já passa de 700. A informação foi divulgada pela própria presidente do país, Michelle Bachelet, que decretou estado de catástrofe na região atingida pelo terremoto de 8.8 graus na escala Richter. A tragédia ocorreu na madrugada de sábado e afetou pelo menos dois milhões de pessoas.
Este foi o quinto terremoto mais intenso da história e especialistas acreditam que a sua intensidade foi 100 vezes maior do que aquele que destruiu o Haiti em janeiro, matando mais de 200 mil pessoas. A cidade mais atingida foi Concepcion, a segunda mais importante do país, mas cerca de 70 tremores secundários já foram registrados nas redondezas. Os prejuízos no Chile depois da tragédia estão avaliados em cerca de 30 bilhões de dólares.
Os brasileiros que estavam na região do terremoto já foram resgatados: 12 turistas do nosso país estavam em Santiago e voltaram para a casa num avião da Força Aérea Brasileira. No entanto, o embaixador do Brasil na capital chilena, Mário Vilalva, admite a possibilidade de existência de outros brasileiros entre os mortos.
O drama em Concepcion agora é com relação ao resgate das vítimas. As equipes de resgate estão trabalhando 24 horas por dia, pois há informações de sobreviventes sob os escombros, especialmente de um prédio que foi partido ao meio. Para piorar a situação, a população está saqueando as lojas, já que muitos estão desabrigados e não têm sequer o que comer.