Mulheres mais velhas já correm mais risco cardíaco que homens

0
795

Mulheres na faixa dos 60 anos têm o mesmo número de fatores de risco cardíaco que os homens e, aos 70, a mulher corre mais risco que o homem

Mulheres mais velhas correm mais risco de problemas cardíacos que homens, e estão pior agora do que há 10 anos, dizem pesquisadores ad Universidade do sul da Califórnia e da Universidade ad Califórnia, Los Angeles. A surpreendente descoberta mostra que mulheres na faixa dos 60 anos têm o mesmo número de fatores de risco cardíaco que os homens e, aos 70, a mulher corre mais risco que o homem.

Os resultados publicados no Journal of Women´s Health, refletem mudanças em relação às décadas anteriores, quando homens mais velhos sofriam um risco maior de doença cardíaca. A pesquisa atual mostra que, ao longo dos últimos 10 anos, as mulheres mais velhas têm piorado, e os homens, melhorado nessa questão.

O risco cardíaco das mulheres ainda é menor que o dos homens até a meia-idade, mas o ponto de equiparação agora é aos 60 anos, uma década mais cedo do que anteriormente.

“As mulheres não estão mais protegidas de problemas cardíacos em relação aos homens”, afirma Eileen Crimmins, co-autora do trabalho. Crimmins e colegas avaliaram mudanças ocorridas entre 1988 e 2002 nos indicadores relacionados a doenças cardiovasculares na população dos EUA.

Entre as descobertas, há a de que o risco de pressão alta aumentou nas mulheres e diminuiu nos homens. Remédios para hipertensão parecem funcionar melhor no sexo masculino que no feminino. O risco de altas taxas de colesterol HDL diminuiu em ambos os sexos, mas os homens melhoraram mais.