Museu criacionista é inaugurado nos EUA e causa polêmica

0
773

Museu nega teoria da Evolução e diz que mundo foi criado como relata a Bíblia

Museu da Criação custou US$ 27 milhões e recebeu críticas de cientistas

Um polêmico museu que nega a teoria da Evolução e defende que o mundo foi criado segundo o que diz a Bíblia foi inaugurado na segunda-feira nos Estados Unidos, no Estado do Kentucky.

O Museu da Criação custou US$ 27 milhões, pagos com verbas particulares da organização cristã Answers in Genesis (Respostas no Genesis), e visa segundo sua página na internet, “demonstrar aos visitantes que a Bíblia é o verdadeiro livro de história do universo”, indo contra todas as teorias mais famosas da ciência que explicam a história do humanidade, como a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, – que diz que o homem descende do macaco – e a Teoria do Big Bang – que diz que o universo surgiu de uma grande explosão.

O museu atraiu críticas de membros da comunidade científica. Dois abaixo-assinados estão circulando entre professores e palestrantes de universidades nos EUA reclamando a respeito das imprecisões das exibições e dos esforços da “Direita Religiosa para injetar ensinamentos criacionistas na educação científica”.

Segundo o jornal Los Angeles Times, além de atrair pelo menos 4 mil visitantes em sua inauguração na segunda-feira, o museu também atraiu um protesto do lado de fora.

“Os convidados estavam felizes com a experiência oferecida pelo museu. Claro, tivemos alguns críticos que vieram e começaram uma conversa, e tudo bem – queremos isto”, disse um dos fundadores do museu Mark Looy, segundo o jornal.

Já o museu diz em seu website esperar que os visitantes aprendam “como responder aos ataques contra a autoridade da Bíblia na geologia, biologia, antropologia, etc”.

“Eles também vão descobrir como a ciência confirma a história bíblica”.

O museu tem dinossauros mecânicos realistas, mostrados como herbívoros no Jardim do Éden, antes da “queda dos homens”. Segundo esta visão de mundo, que segue a Bíblia, a Terra tem apenas 6 mil anos – e não bilhões de anos, como acreditam os cientistas.