Natureza mostra sua fúria na Ásia e na Europa

0
686

No Paquistão, enchentes afetam 14 milhões de pessoas; onda de calor assusta na Rússia

Mais de 14 milhões de paquistaneses foram afetados pela pior enchente dos últimos 80 anos no País. A situação é de calamidade e as Nações Unidas já lançaram um pedido de ajuda à população, pois o desastre natural é mais grave do que o tsunami de 2004 no Oceano Índico. Na Europa, a onda de calor já dura 50 dias e o número de mortos passa de 54.

As enchentes no Paquistão são causadas pelas chamadas chuvas de monções, que deixaram pelo menos 1.600 vítimas fatais. Outro problema é a crise sanitária, que certamente deve causar ainda mais mortes, especialmente no norte do País. “Calculamos que cerca de 350 povoados estão alagados”, afirmou um membro do governo, Ahmad Kamal, admitindo que 15% do território está sob as águas. Segundo a ONU, mais de 4,5 milhões de cidadãos estão desabrigados com as enchentes.

Na Rússia o problema é o calor, Que está provocando também incêndios em diversos pontos da região. O pior é que as temperaturas excepcionais continuarão por mais alguns dias, segundo meteorologistas. Ao todo, já são 55 vítimas fatais.

Trata-se da pior onda de calor já registrada no país e vai representar uma redução de até um ponto percentual do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano na Rússia. O governo já aprovou o investimento de quase dois bilhões de dólares nos próximos três anos na modernização dos serviços de combate a incêndios.