Negócios de cara nova

0
901

Na contramão da crise, empresários acreditam no comércio brasileiro da Flórida e investem no setor supermercadista

Heliana DeWeese, especial para o AcheiUSA

Desde a semana passada, o brasileiro conta com um novo conceito de supermercado em Pompano Beach. O local é o mesmo do tradicional Supermercado Brasileiro, mas o nome mudou para Fort Supermarket, trazendo uma nova proposta, como prometem os irmãos Marcelo Ribeiro e Marcelo Ferreira. Os novos proprietários querem um supermercado com cara de Brasil, “onde o brasileiro se sinta em casa”, garante Ferreira.

No momento em que muitas empresas estão reduzindo os gastos, na mão contrária, os empresários brasileiros estão investindo confiantes na resposta, antevendo que o empreendedorismo será recompensado. Inclua neste conceito um jeito muito próprio que mistura comércio com emoção. Imigrante há 12 anos e brasileiríssimo de coração, Ferreira sabe da importância dos nossos produtos para a comunidade e fez uma boa dobradinha. Misturou conhecimento humano à experiência comercial. Ele resume a combinação com simplicidade. “As lembranças da minha infância estão muito ligadas a alguns produtos que são bem próprios do consumo do nosso dia-a-dia. Eles nos ajudam a formar a nossa referência cultural. As famílias brasileiras fazem questão que seus filhos cresçam experimentando a nossa cultura em todos os sentidos. Música, comida e tradição andam juntas neste conceito. Quero tentar fazer a minha parte para colaborar na preservação das nossas tradições e cultura, trazendo para a comunidade mais ambiente e produtos brasileiros”, propõe o empresário.

A proposta começa pela ambientação e para isso as instalações do supermercado passaram por uma reforma, que tenta reproduzir alguns detalhes culturais que vão desde a réplica de um pé de açaí, à banca da água de côco na fruta, pamonha e pastel da feira, entre outras variedades de produtos e marcas com as quais o brasileiro se relaciona com uma paixão muito explicável e bem compreensível.

Longe do patropi, saudosos da família e dos amigos, é nos produtos tão próprios dos nossos usos e costumes que compensamos a distância. Aroma e sabor de comida brasileira lembram nossa casa, o chamado da mãe e as reuniões dos domingos. Nostalgia, banzo, saudade, tudo junto. “Brasileiro deixa o Brasil, mas não deixa de ser brasileiro”, diagnostica o empresário. É nesse nicho que ele se inspirou para
dar cara nova ao supermercado que está no local há quase 20 anos.

Mas não é só através da cultura que o empresário quer renovar. Ferreira pretende intensificar e investir mais na importação de produtos brasileiros para atender seu público. Igualmente vai investir no atendimento, treinando seu time para que o consumidor se sinta prestigiado e bem servido.
Ele quer também mais exposição do negócio e da presença brasileira na comunidade e abriu a visibilidade do supermercado ao deixar as laterais do prédio mais livres. A área de alimentação ficou mais atraente e confortável para receber mais mesas e acolher um bom café da manhã e os almoços, bem ao estilo brasileiro. O consumidor conta ainda com a tecnologia da internet e computadores e não faltam também a música e os programas brasileiros que mantêm a comunidade atualizada.

De volta para casa

O supermercado inovou, mas manteve uma antiga tradição. Para animar a moçada, trouxe de volta para a casa, José dos Anjos, o popular Zequinha. De microfone em punho, esbanjando simpatia e um delicioso talento para a improvisação, Zequinha é o perfeito host para a comunidade. Canta as promoções, recebe os consumidores, brinca com as crianças, mas está sempre de olho no atendimento. “Nenhum consumidor sairá do supermercado insatisfeito”, garante o recepcionista. Vale a pena conferir.