New York aprova carteira de identidade para indocumentados

0
1359

Cidade possui cerca de 500 mil imigrantes; legislação foi aprovada na quinta-feira (26)

Melissa Mark-Viverito, líder na Câmara Municipal fala aos vereadores
Melissa Mark-Viverito, líder na Câmara Municipal fala aos vereadores

DA REDAÇÃO COM BLOOMBERG – Os mais de 500 mil imigrantes indocumentados que moram na cidade de New York em breve poderão ter uma forma de identificação. A Câmara Municipal aprovou na quinta-feira (26) uma lei que concede carteira de identidade para os imigrantes. Com esse documento eles poderão ter acesso a alguns serviços públicos, abrir conta em banco, assinar contrato de aluguel, fazer cadastro em biblioteca, e até ter descontos em eventos culturais.

No documento vão constar os dados pessoais, endereço e gênero do portador.

“É uma mensagem clara de que a cidade de New York acredita na inclusão de todos”, disse a vereadora Melissa Mark-Viverito, líder na Câmara Municipal, durante a votação. “Nós não podemos aceitar que pessoas sejam excluídas devido ao seu estatus imigratório, seu gênero ou porque não têm abrigo”.

Estima-se que 40% dos residentes em New York nasceram fora dos Estados Unidos. A lei foi aprovada pela Câmara Municipal, onde a maioria dos vereadores é democrata. Cerca de 20% dos eleitores registrados do partido são hispânicos. “Os hispânicos que votam são pró-imigrantes. Eles querem que sua família e amigos também venham para cá”, disse o consultor de política Jerry Skurnik. “Em New York, a maioria é pró-imigrante”, completou.

Projetos semelhantes
New York não é a primeira cidade a emitir a carteira de identidade para os imigrantes indocumentados. As cidades de Los Angeles, San Francisco e New Haven (CT) já têm leis semelhantes. Em Connecticut, a emissão das carteiras começou em 2007, após o crescimento dos casos de violência na cidade contra imigrantes indocumentados.

O programa em NY será o maior já criado nos EUA. A prefeitura planeja investir $8.4 milhões no processo de emissão das carteiras em 2015, passando para $5.6 milhões em gastos anuais nos próximos três anos. A Câmara afirmou que o município vai procurar o apoio do comércio para que sejam oferecidas vantagens, como descontos para quem possui a carteira de identificação. De acordo com a vereadora Melissa Mark-Viverito, os detalhes de como o projeto será implementado ainda estão em discussão. A lei entra em vigor no próximo ano.

Passaporte estrangeiro
Imigrantes interessados na carteira de identidade devem apresentar seu passaporte estrangeiro, carteira de motorista de seus país de origem, certidão de nascimento ou prova de serviço militar. O interessado também precisa apresentar prova de residência.
Além dos imigrantes, a lei também vai ajudar aos indivíduos transgêneros, que poderão usar na carteira o gênero que melhor os identificam.
O prefeito da cidade Bill de Blasio já afirmou que aprova a iniciativa. O projeto deve ser assinado por Blasio em breve.