Nova estatal vai gerenciar Jogos Olímpicos de 2016

0
571

Governo cria a Empresa Brasileira do Legado Esportivo S.A.

Está sob responsabilidade da nova Empresa Brasileira do Legado Esportivo S.A. todo o gerenciamento das Olimpíadas de 2016, que acontecerá no Rio de Janeiro. A estatal, criada pelo governo na semana passada e vinculada ao Ministério do Esporte, tem capital social de 10 milhões de reais e concentrará todas as ações ligadas aos Jogos, nas três esferas (federal, estadual e municipal).

O órgão, chamado de Brasil 2016, terá um Conselho Administrativo do qual farão parte pessoas notórias, indicadas por diversos setores do governo – entre eles Fazenda, Planejamento e da Casa Civil. A gestão ficará por conta de um diretor-executivo, que terá mandato de três anos, com a possibilidade de reeleição.

Além de coordenar todas as decisões referentes às obras e serviços que dizem respeito às primeiras Olimpíadas realizadas em solo brasileiro, a estatal terá entre suas atribuições a fiscalização dos convênios relativos ao evento. Ou seja, vai lidar diretamente com a Autoridade Pública Olímpica (APO), um consórcio formado por União, estado e prefeitura do Rio de Janeiro criado a pedido do Comitê Olímpico Internacional (COI).