Número de mortos em Alagoas por causa da enchente sobe para 29

0
701

Há mais de 600 desaparecidos no Estado e cidades continuam sem luz e água

Já são 29 mortos em Alagoas depois das enchentes que atingiram várias cidades do Estado. Pelo menos 607 pessoas continuam desaparecidas e boa parte da população está sem luz e água. A Defesa Civil estima que há 73 mil desabrigados na região. O problema foi causado pela intensa chuva e também pelo rompimento da Barragem Bom Conselho, em Pernambuco, que acabou provocando o transbordamento do Rio Mundaú.
Uma das cidades mais atingidas foi União dos Palmares, onde 500 pessoas não foram localizadas pelas famílias. Lá as autoridades estão com dificuldades para resgatar os corpos e já solicitaram às Forças Armadas o envio de mais homens para o trabalho de resgate e também profissionais de saúde para o atendimento às vítimas.
O Governo Federal já disponibilizou 25 milhões de reais para o Estado em caráter emergencial e o dinheiro deve ser usado para a compra de mantimentos e remédios. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) encaminhou oito mil cestas básicas e outras 15 mil estão sendo enviadas por governos de outros estados. Para piorar a situação, o serviço de meteorologia prevê mais chuva nos próximos dias.
Em Pernambuco também há problemas: as chuvas causaram 12 mortes e 42 mil pessoas estão desabrigadas. As prefeituras locais informaram que mais de 6 mil casas foram destruídas.