O ensino da língua portuguesa em debate

0
735

CCBU reúne professores do idioma na Flórida para ampliar programas

Por iniciativa do Centro Cultural Brasil-USA (CCBU), professores de língua portuguesa no sul da Flórida se reuniram para trocar informações sobre os programas em andamento na região e, mais importante, traçar metas para ampliar o alcance do ensino do idioma na América.

Estiveram presentes representantes da escola Ada Merritt, de Miami, pioneira neste projeto de educação bilingue no país, e de outras instituições que oferecem a oportunidade a estrangeiros e filhos de brasileiros de aprender um pouco da cultura de nosso país.

“Ensinar o português é importante para qualquer pessoa porque, cada vez mais, o idioma assume relevância no mundo globalizado. Mas privar os filhos de brasileiros que vivem nos Estados Unidos desta experiência é um crime cultural”, afirmou Adriana Sabino, presidente do CCBU, referindo-se ao fato de que muitos pequenos de nossa comunidade sequer conseguem se comunicar com os parentes do Brasil que não falam inglês.

O encontro serviu para mostrar que, apesar das bem-sucedidas ações, ainda há muito a ser feito para expandir a educação multicultural na Flórida. “Mais do que as dificuldades no orçamento para implantação de novos programas, há carência de professores qualificados e habilitados para o ensino de português”, avalia Anete Arslanian, da Ada Merritt. Quando começou com as aulas bilingues, em 1996, ela tinha maioria de alunos brasileiros, mas hoje 90% dos estudantes são estrangeiros. “O interesse pela cultura brasileira é enorme”, atesta Beatriz Cariello, que leciona na Doral Middle School, onde há fila de espera para ingressar nesta eletiva.

Classes gratuitas

Para atender ao grande público que não consegue se matricular nos programas nas escolas públicas, a Fundação Vamos Falar Português lançou classes de português gratuitas aos sábados, para crianças de 7 a 15 anos, na sede da instituição. “Fazemos tudo com paixão e ensinar a nossa cultura é um de nossos objetivos”, disse André Martins, presidente da VFP.

Além dos já citados estiveram na reunião realizada no Piola, de Hallendale, representantes da Miami Beach Senior High School, University of Miami, Florida International University e Miami-Dade College. Todos os participantes agradeceram o apoio do Consulado Brasileiro em Miami.