O Samba não pode parar

0
594

Escolas prejudicadas pelo incêndio prometem garra para superar dificuldades

A julgar pelo quesito garra, as escolas de samba da Portela, União da Ilha e Grande Rio já são campeãs do Carnaval 2011. As três agremiações tiveram grande parte das suas fantasias e alegorias destruídas pelo incêndio que atingiu a Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, no início da semana, mas prometem fazer bonito na Sapucaí. Mesmo depois do incidente, que transformou em cinzas o esforço e trabalho de um ano inteiro das três comunidades, o sentimento é de que o Carnaval está acima de tudo.

“O samba não pode parar e a emoção que vi no rosto dos nossos passistas vai superar qualquer problema”, resumiu o o carnavalesco Cahê Rodrigues, da Grande Rio. A diretoria prometeu que vai repor, a tempo do desfile, no início de março, as 3.200 fantasias que foram danificadas. Do mesmo modo, os portelenses querem espantar o desânimo e garantem um carnaval forte na Passarela do Samba, e na União da Ilha a palavra de ordem é superação. As demais escolas estão organizando um mutirão para ajudar as co-irmãs para tanto vão ‘emprestar’ profissionais como costureiras, ferreiros e carpinteiros na remontagem das roupas e carros alegóricos.
O desfile das escolas de samba do grupo principal no Rio de Janeiro acontece nas noites de 6 e 7 de março.