Obama é eleito presidente dos Estados Unidos

0
785

Primeiro negro a governar o país toma posse no dia 20 de janeiro para reacender o sonho americano

Barack Obama foi eleito o 44º presidente dos Estados Unidos. Por volta das 11 pm (Eastern Time), as emissoras de televisão que transmitiam ao vivo a apuração dos votos já davam como certa a vitória do candidato democrata. De acordo com a CNN, o senador por Illinois ganhará os 73 votos do colégio eleitoral nos três Estados da costa oeste e, com isso, superaria os 270 necessários para ser decretado o vencedor. A posse será no dia 20 de janeiro de 2009, em Washington DC.

Antes mesmo do anúncio final, as ruas de Chicago – onde Obama construiu sua carreira política – já estavam tomadas de gente numa comemoração como há muito tempo não se via. O clima no Grant Park, palco da festa da vitória democrata, reunia pelo menos meio milhão de pessoas, de acordo com as autoridades policiais.

O futuro presidente apareceu para o discurso da vitória pouco antes da meia-noite. “A hora da mudança chegou à América”, disse. Ele ressaltou que o caminho à frente será difícil e pediu “unidade”. “É hora de sonhar novamente o sonho americano”, afirmou Obama.

Obama votou logo cedo, por volta de 7:30 am, em uma escola de Hyde Park. Ele estava acompanhado da mulher, Michelle, e suas duas filhas. Ele demorou 15 minutos e 30 segundos para votar e estava cercado de seguranças tanto na chegada quanto na saída do local.

Para conquistar a vitória sobre o adversário republicano, o também senador John McCain, Obama contou com os votos dos jovens, africanos-americanos e mulheres. Uma pesquisa de boca-de-urna do jornal The New York Times mostrou que 95% dos eleitores negros que foram às urnas na terça-feira votaram no democrata Barack Obama. Ele venceu em estados considerados cruciais, como Ohio e Flórida, que nas últimas duas eleições foram fundamentais para o triunfo de George W. Bush. Os americanos votaram pela mudança.

McCain, por volta de 11:05 pm, telefonou para o seu adversário para lhe parabenizar pela vitória. No seu estado do Arizona, o republicano admitiu a derrota e destacou o caráter e a competência de Obama. “Chegamos ao final de uma longa jornada. Precisamos agora unir a América, a maior nação do mundo”, disse McCain, enaltecendo o fato de que há 100 anos os negros eram proibidos de permanecer no mesmo ambiente que os brancos, mas que agora um era o líder do país. “Ele foi meu oponente e agora é meu presidente”, disse de forma elegante, diante de seus correligionários.

Confira aqui mesmo no site do AcheiUSA mais notícias sobre as eleições nos EUA, atualizadas constantemente.