Obama envolto em mais uma polêmica

0
767

Discurso a estudantes na abertura do ano escolar foi boicotado

Envolvido em mais uma polêmica e vítima da oposição raivosa dos republicanos, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou aos estudantes de todo o país esta semana, na abertura do ano letivo na maioria dos estados americanos. Num tom patriótico, ele pediu aos jovens e crianças que trabalhem duro e assumam as suas responsabilidades. O discurso, de 18 minutos, transmitido pela internet para milhões de escolas, foi criticado por utilizar um tom político e motivou um pedido de boicote à transmissão por parte de conservadores a pais e escolas.

“Cada um de vocês tem algo em que é bom, algo a oferecer. E vocês têm a responsabilidade de descobrir por si mesmos o que é. Espero grandes coisas de cada um de vocês. Então, não decepcionem sua família e seu país. Orgulhe-nos. Sei que vocês são capazes”, disse o presidente, direto de uma escola de Arlington, na Virgínia.

As palavras de Obama, divulgadas com antecedência pela Internet, causaram polêmica. Um parlamentar da Flórida, o republicano Jim Greer, considerou o teor “ideológico socialista”. Além disso, ele criticou a ideia de o presidente discursar para as crianças – e não foi o único. “Os discursos do presidente são normalmente sobre o que há de errado com o país e o que podemos fazer para consertá-lo.
Acredito que esse é o maior país da Terra, e tento ensinar isso para os meus filhos. Não quero que eles ouçam que há falhas fundamentais no país e que as crianças precisam consertá-las”, disse o pai de  um estudante do Texas. O caso rendeu até uma ameaça de boicote e muitas escolas facultaram aos pais e responsáveis a decisão de permitir que seus filhos acompanhassem o discurso.

No entanto, muitos se mostraram surpresos com a polêmica. Uma destas pessoas foi justamente a ex-primeira-dama, Laura Bush. “ É muito importante que todos respeitem o presidente dos Estados Unidos. Acho que ele está fazendo um bom trabalho”, disse a mulher de George W. Bush em relação ao sucessor do marido.