Obama investe 20 milhões de dólares para ter voto latino

0
409

Hispânicos representam 14% da população dos Estados Unidos

O Partido Democrata anunciou que pretende usar um fundo de 20 milhões de dólares para captar e mobilizar os eleitores latinos em favor do candidato à Casa Branca, Barack Obama, nas eleições de novembro. Os recursos serão distribuídos em 50 Estados, mas irão priorizar a campanha no Colorado, Novo México, Nevada e Flórida, segundo Temo Figueroa, responsável pelo voto hispânico na campanha presidencial do senador por Illinois.

Em seus discursos para latinos, Obama lembra que em 2004, cerca de 40 mil latinos registrados para votar no Novo México não se apresentaram e o candidato democrata da eleição, John Kerry, perdeu no Estado por menos de 6 mil votos. Uma situação similar aconteceu na Flórida em 2000, quando o atual presidente, George W. Bush, venceu no Estado por poucos votos, que definiram a corrida eleitoral mais disputada da história norte-americana, diante do democrata Al Gore.

Os quatro Estados onde se concentrará a campanha democrata foram selecionados por sua base de eleitores latinos. O anúncio democrata aparece uma semana depois da divulgação de uma pesquisa do instituto independente Pew Hispanic Center, na qual o democrata aparece com 66% das intenções de voto entre o eleitorado hispânico, contra 23% obtidos por seu rival republicano. Segundo pesquisa também recente da AP/Yahoo News, Obama seria o preferido de 47% dos latinos, enquanto 22% prefeririam McCain, com 26% ainda indecisos.

O Partido Democrata informou que está investindo mais na busca do voto destes eleitores que em qualquer outra eleição. Hilda Solis, congressista da Califórnia, disse que o voto hispânico foi historicamente “um gigante adormecido”. “O gigante acordou e está sendo capitalizado pela campanha de Obama”, disse. Os hispânicos representam 14% da população nacional dos Estados Unidos, mas o voto destes eleitores representam entre 5% a 7% do total, devido ao grande número de latinos que não votam.