Obama mantém popularidade

0
527

Apesar da crise, 63% dos americanos confiam no presidente

Não há crise financeira que derrube a popularidade do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Uma pesquisa do jornal New York Times e da rede de televisão CBS mostrou que os americanos mantêm o otimismo e a confiança na nova administração americana. De acordo com as entrevistas conduzidas por telefone com 1.112 cidadãos de todos os estados, 63% afirmaram que aprovam o governo, um índice superior aos dos presidentes Bill Clinton e Goerge W. Bush após o primeiro mês de mandato. A aprovação é de 88% entre os democratas e de 44% entre os republicanos.

Para a mídia, os números dão ao novo chefe de Estado respaldo para enfrentar os desafios da economia e para lidar com a oposição republicana, que tem se oposto fortemente às medidas do democrata. A sondagem indica ainda que seis entre 10 americanos se mostram preocupados com a possibilidade de alguém da família perder o emprego no próximo ano, mas 53% esperam que o pacote de estímulo econômico de 787 bilhões de dólares, assinado por Obama há alguns dias, melhore a situação do país.

De acordo com a enquete, a maioria dos americanos também acredita que Obama está caminhando positivamente para cumprir sua promessa de romper o bipartidarismo e atuar com os opositores. Seis em cada 10 republicanos acham que o presidente está tentando trabalhar com a oposição, enquanto apenas 3 em cada 10 dizem que os republicanos estão fazendo o mesmo.

A popularidade de Obama contrasta com o índice de confiança do consumidor americano, que despencou em fevereiro para o menor patamar da história. Segundo informações do instituto privado Conference Board, o indicador ficou em 25 este mês, contra o patamar revisado de 37,4 em janeiro. A leitura é a mais baixa desde que a entidade começou a calcular o índice, em 1967.