ONU mostra trabalho de artesãs brasileiras

0
510

Exposição fotográfica estará na sede da entidade em Nova York no mês de setembro

DA REDAÇÃO – Mulheres artesãs brasileiras de diversas regiões do Brasil foram fotografadas em seu cotidiano de trabalho, retratadas trabalhando e o resultado poderá ser visto durante todo o mês de setembro na sede das Nações Unidas – ONU em Nova York. Estima-se que 10 mil pessoas passem pela sede da entidade durante o mês de setembro em que líderes mundiais e suas comitivas estarão presentes para a Assembleia Geral da ONU.


Maria José Silva, de Minas Gerais


Monica Carvalho, do Rio de Janeiro – Foto: Jayme de Carvalho Junior/ABEXA

A abertura da exposição intitulada “Mulher Artesã Brasileira” será no dia 9 de setembro para convidados. Na ocasião, haverá um coquetel de lançamento da mostra de fotografia e de objetos, bem como o lançamento de um livro de arte. Em uma segunda data, 10 de setembro, será realizada a exibição de um documentário sobre a produção artesanal brasileira, com a participação de artesãs e da diretora da ABEXA – Tânia Machado, no Secretariat North Lobby na sede da ONU – Organização das Nações Unidas, em Nova York.

De 11 até o dia 17 a exposição ficará aberta ao público em geral e, de 18 a 27 de setembro apenas para participantes da Assembleia Geral da ONU que reunirá presidentes e líderes de diversos países do mundo. Estarão em exposição 15 imagens (72x48cm) registradas pelo fotógrafo Jayme De Carvalho Jr..

Para fazer o trabalho, uma equipe de jornalistas e documentaristas percorreu o Brasil para retratar essa mulheres que usam a criatividade para utilizar os mais diversos materiais encontrados no meio ambiente e que resultam em obras de arte. Para a coleta do material foram visitadas as cinco regiões do País e 12 estados (Acre, Amazonas, Alagoas, Piauí, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso e Rio Grande do Sul).

Segundo a organização, a exposição, “Mulher Artesã Brasileira” busca promover a imagem do artesanato brasileiro exterior e valorizar o trabalho dessas mulheres que se dedicam ao ofício. O objetivo é desvendar a alma da mulher que alcança na produção artesanal, não somente uma forma de subsistência, mas também uma motivação constante de transformação da realidade social de sua comunidade.

Algumas mulheres estarão presentes na abertura e terão a oportunidade de viajarem pela primeira vez ao exterior. A escolha das participantes seguiu um roteiro criado pelos organizadores para manter a identidade brasileira e qualidade dos trabalhos como prioridade. As selecionadas apresentaram propostas inovadoras e, simultaneamente, iniciativas que atenderam critérios como: inovação, perfil empreendedor, impacto social, criatividade e fibra ética.

O projeto é uma iniciativa da Associação Brasileira de Exposição de Artesanato (ABEXA), com patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e apoio do Instituto Centro Cape, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX Brasil) e da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência.