Palmeiras fracassou no Mundial de Clubes. Será?

0
881
Técnico português Abel Ferreira fez severas críticas ao desordenado calendário do futebol brasileiro (Foto: Cesar Grecco/Palmeiras)
Técnico português Abel Ferreira fez severas críticas ao desordenado calendário do futebol brasileiro (Foto: Cesar Grecco/Palmeiras)

Realmente, ficar em quarto lugar em um torneio com seis clubes não é exatamente uma posição de destaque. E o Palmeiras merece, sim, ser criticado por atuação tão pífia na competição realizada no início de fevereiro.

Mas, gozação dos rivais à parte, esta posição deve ser debatida diante de um espectro mais amplo. Para começar, o clube paulista mal teve tempo de celebrar a importante conquista da Copa Libertadores da América – competição que não vencia há 20 anos – na vitória apertada sobre o Santos no dia 30 de janeiro de 2021 no Maracanã por 1 a 0, gol de Breno Lopes.

Alguns pontos a ser destacados sobre a participação do Palmeiras no Mundial Interclubes:

• Em vez de ter viajado ao Catar logo após a conquista da Copa Libertadores da América, ficou no Brasil e ainda teve de jogar com o Botafogo, clube que àquela época estava virtualmente rebaixado para a Série B. Embora tenha entrado com uma equipe mista, esta partida atrasou a preparação do Verdão, pois apenas chegou a Doha pouco antes de enfrentar seu adversário;

• Até o ano passado, o campeão da Conmebol (entidade que gere a Confederação Sul-Americana de Futebol) enfrentava o vencedor da partida entre a equipe convidada (um clube escolhido para representar o país sede) e o campeão da CAF (Confederação Africana de Futebol), enquanto o campeão da Uefa (Confederação Europeia de Futebol) jogava contra o vencedor do duelo entre o campeão da Concacaf (campeão da América do Norte) e o campeão da Ásia;

• Este ano, porém, o chaveamento foi alterado e o campeão da Conmebol teve de enfrentar o Tigres do México que derrotou o Ulsan Hyundai por 2 a 1, com dois gols de Gignac. Apesar da vitória, percebeu-se que o time mexicano estava lento em consequência dos reflexos da adaptação ao fuso horário;

• O Palmeiras sentiu os mesmos efeitos e se mostrou uma equipe lenta, facilitando o futebol do Tigres que já estava mais adaptado ao horário local;

• Independente desses fatores negativos, o Alviverde paulista mostrou um futebol pobre e pouco criativo, contrastando com outras partidas em que a equipe rendeu bem mais e foi penalizado com contusões dos jovens Gabriel Veron e Wesley e pela impossibilidade de inscrever Breno Lopes, por já ter expirado o prazo de inscrição;

• Muitos jogos na temporada. O técnico Abel Ferreira criticou acidamente o excesso de jogos do futebol brasileiro. O português que está à frente do Verdão há poucos meses comparou com o calendário europeu e concluiu ser desumana a quantidade de partidas disputadas pelos clubes brasileiros. Quanto mais competente for o time, mais partidas disputará. Para se ter uma ideia, o Palmeiras deve disputar mais de 70 partidas nesta temporada, incluindo os três jogos restantes do Brasileirão e os jogos finais da Copa do Brasil contra o Grêmio;

• Para se ter uma ideia da insanidade dos calendários, o Palmeiras jogará a primeira partida da Copa do Brasil em Porto Alegre no dia 28 de fevereiro – mesma data em que tem um jogo marcado pela FPF (Federação Paulista de Futebol) na abertura do Paulistão. E os “jênios” ainda colocaram um Corinthians x Palmeiras no dia 4 de março – ou seja, entre as partidas decisivas da Copa do Brasil, pois o jogo de volta está marcado para o dia 7 de março em São Paulo.

Mundial de Clubes reúne mesmo os melhores?

Também vale a pena analisar este formato que supostamente reúne os “principais” clubes do Planeta Bola. E consequentemente o nível técnico da competição.

O Mundial de Clubes foi vencido pelo Bayern de Munique – atual campeão europeu, com uma vitória sobre o Al Ahly por 2 a 0 (gols de Lewandovski, eleito o MVP desta temporada) e outra sobre o Tigres do México, após o VAR ter confirmado o gol do lateral direito Pavard, que não convenceu muita gente.

O Palmeiras, como todos concordaram, jogou muito mal e ficou apenas com o 4º lugar – pior colocação de uma equipe sul-americana no Mundial de Clubes – sem sequer ter anotado um gol na competição, algo raro para uma equipe que tem bom poderio ofensivo.

Ninguém pode negar que foi um fracasso. No entanto, mesmo com este futebol insosso, poderia ter voltado ao Brasil com o título. Em um exercício de projeções e possibilidades, o Palmeiras poderia muito bem ter empatado em 0 a 0 com a equipe mexicana, treinada pelo brasileiro Tuca Ferretti, se o zagueiro Luan não tivesse cometido um pênalti infantil ou se Weverton tivesse defendido o chute do francês Gignac. Aliás, o goleiro palmeirense foi o principal destaque do time brasileiro.

Ou seja, o 0 a 0 levaria a decisão para a série de penalidades máximas. Caso o Verdão tivesse derrotado o Tigres nos pênaltis estaria classificado para a final contra o time alemão. Se novamente tivesse segurado o 0 a 0 contra o Bayern de Munique, a decisão iria para a série de penalidades máximas – e mais uma vez o Palmeiras poderia ter prevalecido e conquistado o título sem ter marcado nenhum gol durante o tempo normal. Infelizmente, o Alviverde foi vítima da série de pênaltis ao ser derrotado pelo Al Ahly do Egito por 3 a 2, dando ao time egípcio o terceiro lugar do torneio.

Sobre o Mundial, há algumas considerações: o Bayern de Munique pode realmente ser considerado o melhor time de futebol do mundo na atualidade. Mas quem apontaria o Tigres do México como o segundo melhor do mundo? O Al Ahly é realmente a terceira melhor equipe do planeta? Nem mesmo a torcida palmeirense colocaria o Verdão como a quarta melhor equipe do mundo.

Tanto isso é verdade que a Fifa já se apoderou do torneio e deve modificar seu formato, incluindo 24 clubes divididos em chaves. As confederações continentais serão as responsáveis pela escolha de seus representantes. Comenta-se que a Conmebol já teria selecionado River Plate da Argentina, Flamengo e Palmeiras do Brasil (os três últimos campeões da Copa Libertadores da América) como donos de três das seis vagas disponíveis. A decisão, porém, ainda não foi informada.

E o campeão da Liberta perdeu para o rebaixado?

Como mencionamos anteriormente, o Palmeiras joga um dia sim, outro também. Na quarta-feira (17), o Verdão foi à capital paranaense enfrentar o Coritiba em partida adiada por causa da viagem ao Oriente Médio.

Ao Palmeiras, apenas interessa a Copa do Brasil. Portanto, essas partidas restantes do Brasileirão estão servindo como laboratório para Abel Ferreira testar formações alternativas e rodar o elenco. Contra o Fortaleza no domingo (14), deu certo. O Verdão fez um ótimo primeiro tempo e derrotou o Tricolor cearense por 3 a 0 (gols de Scarpa, Lucas Lima e Breno Lopes), mas contra o Coritiba a fórmula não funcionou.

Apesar de ter jogado melhor durante a maior parte do tempo, mesmo quando ficou com um jopador a menos (Kusevich foi expulso após uma entrada atabalhoada sobre o atacante Osman). Entretanto, não conseguiu converter as oportunidades em gols e ainda teve um gol de Gabriel Menino invalidado por causa do impedimento de Esteves que fez o cruzamento. No final do jogo, o lateral direito Jonathan acertou um belo chute de pé esquerdo e superou o arqueiro Vinicius para fazer 1 a 0 para o Coritiba.

O placar pouco alterou a situação do Campeonato Brasileiro, pois o Palmeiras já não tinha mais chances de ser campeão e havia carimbado sua classificação para a Copa Libertadores da América 2021, em virtude de ser o atual campeão. Já o Alviverde paranaense estava matematicamente rebaixado para a Série B e esta vitória teve um sabor agridoce.

O Palmeiras encerra sua participação no Brasileirão com três partidas: na sexta-feira (19) enfrenta o São Paulo no Morumbi. Esta partida é de suma importância para o Tricolor paulista pois uma vitória sobre o rival ainda mantém acesa a possibilidade de se tornar campeão do Brasileirão. O São Paulo tem 62 pontos e, se tiver 100% de aproveitamento, pode chegar a 71 pontos. Caso haja um empate entre Flamengo e Internacional na próxima rodada, o Tricolor precisa torcer por uma vitória do rival Corinthians sobre o Internacional no Beira Rio e derrotar o Flamengo no Morumbi na última rodada. Além deste jogo, o Palmeiras recebe o Atlético-GO no Allianz Parque na segunda-feira (22) e joga sua última partida contra o Atlético-MG em Belo Horizonte (25). Já o Coritiba, recebe o Ceará no sábado (20) e vai a Goiânia para enfrentar o Atlético-GO na quinta-feira (25).

Santos quase na Libertadores

O jovem Marcos Leonardo foi o autor do gol da vitória do Santos sobre o Corinthians que praticamente coloca o Alvinegro praiano na Pré-Libertadores (Foto: database.com.br)
O jovem Marcos Leonardo foi o autor do gol da vitória do Santos sobre o Corinthians que praticamente coloca o Alvinegro praiano na Pré-Libertadores (Foto: database.com.br)

Em um duelo direto por uma vaga na Pré-Libertadores da América 2021, o Santos derrotou o Corinthians por 1 a 0, gol de Marcos Leonardo.

Com essa vitória, o Santos deu um passo importante na corrida por uma vaga na Libertadores. Na Vila Belmiro, em jogo adiado da 33ª rodada do Brasileirão, o Peixe venceu o clássico contra o Corinthians por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (17), e chegou aos 53 pontos, ocupando agora a oitava posição da tabela. Já Timão é o décimo colocado, com 49. 

O Santos recebe o Fluminense no domingo (21) na Vila Belmiro e vai a Salvador enfrentar o Bahia na última rodada, marcada para quinta-feira (25). O Corinthians precisa de um milagre para se classificar à Pré-Libertadores. O Timão precisa derrotar o Vasco da Gama no domingo (21) e bater o Internacional em Porto Alegre na última rodada, além de torcer para o Alvinegro praiano conseguir no máximo dois empates e Athletico-PR não vença seus dois compromissos – Grêmio em Porto Alegre no domingo (21) e Sport Club do Recife em Curitiba na quinta-feira (25).

Flamengo x Internacional: o jogo da rodada

Abel Braga pode levar o Internacional a conquistar mais um título importante: o Campeonato Brasileiro, que a equipe gaúcha não vence há quatro décadas (Foto: Ricardo Marques/Internacional)
Abel Braga pode levar o Internacional a conquistar mais um título importante: o Campeonato Brasileiro, que a equipe gaúcha não vence há quatro décadas (Foto: Ricardo Marques/Internacional)

Apesar das chances reduzidas do São Paulo, todos apostam que o campeão brasileiro será novamente o Flamengo, atual campeão brasileiro, ou o Internacional que pode quebrar a escrita de não vencer um Campeonato Brasileiro desde 1979.

O Colorado lidera a competição com 69 pontos e o Rubro-Negro carioca está apenas um ponto atrás. O duelo marcado para este domingo (21) no Maracanã pode ser decisivo. Se o Internacional surpreender a equipe carioca, conquistará o título pois abrirá quatro pontos de vantagem sobre o concorrente direto e não poderá mais ser alcançado.

Em outro cenário, caso o Flamengo vença o Colorado, passará a ter dois pontos de vantagem sobre o time gaúcho. Para gritar “É campeão!”, terá de derrotar o São Paulo no Morumbi na última rodada, marcada para quinta-feira (25).

Caso haja um empate – resultado bastante provável -, o Inter manterá um ponto de vantagem sobre o Flamengo e a decisão ficará adiada para a última rodada. Neste caso, o Flamengo precisará bater o São Paulo (seu algoz nesta temporada) e torcer para o Corinthians pelo menos empatar com o Colorado em Porto Alegre. 

Esta decisão reúne o Flamengo, dono do ataque mais poderoso do Campeonato Brasileiro, com 65 gols, e o Internacional, que possui a melhor defesa do Brasileirão, com apenas 33 gols sofridos, ao lado do Palmeiras. Outra vantagem da equipe gaúcha é seu saldo de 27 gols, bem superior ao do Flamengo (20) e do São Paulo (18).

Bélgica lidera ranking da Fifa

A Fifa divulgou na quarta-feira (17) a primeira parcial de 2021 do ranking de seleções. A pouco mais de um mês para os jogos das eliminatórias para Copa do Mundo do Catar por todos os continentes, nenhuma alteração entre as 32 melhores equipes nacionais ranqueadas, com a Bélgica em primeiro e o Brasil em terceiro lugar.

Para esse primeiro ranking do ano, a Fifa considerou 43 jogos internacionais, a maioria deles protagonizados por seleções africanas. E, por conta disso, foi da África as principais alterações: Marrocos (33º, subindo duas posições) e Mali (54º, ganhando três postos) foram as seleções que mais progrediram.

Ranking da Fifa de seleções:

1. Bélgica, 1.780 pontos

2. França, 1.755

3. Brasil, 1.743

4. Inglaterra, 1.670

5. Portugal, 1.662

6. Espanha, 1.645

7. Argentina, 1642

8. Uruguai, 1639

9. México, 1632

10. Itália, 1625

Dragão na decisão!

O Atlético-GO levou susto no início, saiu atrás no placar, mas virou para cima da Aparecidense e venceu por 2 a 1 na tarde de quarta-feira (17), garantindo vaga na grande final do Goianão 2020. Os atacantes Janderson e Zé Roberto marcaram os gols rubro-negros no estádio Antônio Accioly. O zagueiro Ricardo Lima fez para o Camaleão, que ainda teve um pênalti perdido por Rodriguinho e se despediu do Estadual.

O Atlético-GO vai encarar o vencedor de Jaraguá e Goianésia, que se enfrentaram nesta quinta-feira, na outra semifinal. A grande final do Goianão 2020, em jogo único também, está marcada para o outro sábado (27 de fevereiro), no Antônio Accioly, pois o Dragão chega com a melhor campanha e terá a vantagem de jogar em casa.