Patinadora obtém vaga para o Brasil nos Jogos de Inverno

0
699

Jovem de 17 anos que nasceu em Atlanta está animada com a oportunidade

 Braso-americana vai representar nosso país nos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia
Braso-americana vai representar nosso país nos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, na Rússia

A jovem Isadora Williams rompeu uma barreira emblemática para o modesto histórico do Brasil nos esportes de inverno, ao assegurar uma vaga na disputa da patinação artística nos Jogos de Sochi do próximo ano. A brasileira radicada nos Estados Unidos conseguiu a classificação com seu desempenho no Troféu Nebelhorn, realizado na Alemanha.

Isadora havia sido a oitava melhor no programa curto, com 50.35 pontos (a 2ª entre as competidoras que disputavam a vaga). No dia seguinte, ela conseguiu 79.73 pontos na prova longa (37.63 na parte técnica e 43.10 nos componentes do programa, com um ponto de penalização) e garantiu a vaga.

Com isso, a atleta chegou aos 130.08 pontos somados, garantindo a 12ª colocação. A campeã foi a russa Elena Radionova, de 14 anos, com a soma de 188.21 pontos.

No primeiro semestre, a brasileira havia terminado o Mundial adulto na 25ª posição, sendo que as 24 melhores colocadas garantiam vaga nos Jogos de Inverno. A repescagem internacional no Troféu Nebelhorn oferecia seis vagas para Sochi.

No começo da semana, Isadora revelou otimismo em relação às chances de classificação para a Olimpíada. A jovem também contou um pouco de sua vida longe do país.

Filha de mãe mineira, Isadora nasceu em Atlanta e hoje reside na região de Washington. A adolescente esteve poucas vezes no Brasil e recentemente fez uma exibição para o público carioca em um rinque na Barra da Tijuca. “Nada se compara com a experiência que tive no Rio de Janeiro. Eu fui muito bem recebida por todos, foi uma experiência maravilhosa”, relatou.

Apesar da distância para o Brasil, a atleta olímpica vem se empenhando pela aproximação sentimental. Isadora estuda semanalmente para melhorar seu português e procura se relacionar com referências do país que defende.

“A minha mãe é brasileira, portanto eu sou metade brasileira também. Eu gosto do jeito alegre e do barulho dos brasileiros. A minha casa é frequentada por brasileiros e eu gosto muito quando eles se reúnem na minha casa, é muito divertido. Adoro feijoada, guaraná, brigadeiro e pão de queijo. Gosto das músicas mais antigas em geral, como Marisa Monte, Gabriel O Pensador, Raça Negra, Roberto Carlos, Adriana Calcanhoto e Bebel Gilberto”, afirmou.

Com a classificação consumada, é hora de pensar em outros desafios. Para ir à Rússia na Olimpíada, por exemplo, Isadora terá de superar a aflição de encarar longos voos.

“Eu não gosto das viagens longas porque não consigo dormir. Não gosto de ficar parada por muito tempo. Bom, se tiver que ir para Sochi vai ser a viagem mais longa e a mais esperada da minha vida. Acho que vou estar literalmente ‘nas nuvens’”, afirmou a jovem brasileira, antes da classificação.

Os Jogos Olímpicos de inverno serão realizados de 7 a 23 de fevereiro de 2014, em Sochi, na Rússia.