Piranhas são encontradas numa lagoa em WPB

0
783

Peixe amazônico é proibido na Flórida

WEST PALM BEACH – Duas piranhas foram encontradas em uma lagoa perto de West Palm Beach por um garoto de 14 anos que pescava por ali no mês passado.

Segundo biólogos da Comissão de Preservação Ambiental da Flórida, as duas piranhas-de-barriga-vermelha encontradas foram jogadas na lagoa por alguém. Para evitar algum ataque, caso haja mais piranhas na lagoa, os biólogos aplicaram veneno na água.

“A única maneira de ter certeza de que não há mais piranhas na lagoa é a aplicação de um veneno inofensivo para humanos, mas mortal para elas”, disse Scott Hardin, biólogo do Estado.

É contra a lei do Estado da Flórida criar piranhas, e quem for pego na posse do peixe pode pegar até um ano de cadeia e sofrer multa de U$1,000.00.

Os biólogos vão continuar a monitorar os canais das redondezas, depois da retirada de todos os peixes da lagoa. Quando tiverem certeza de que a lagoa está livre do voraz peixe amazônico, os biólogos pretendem trazer de volta os peixes nativos da região para a água.

Se alguém suspeitar de alguma violação ambiental, pode ligar para 888-404-FWCC (3922) e fazer a denúncia. Se a informação resultar em prisão, o informante poderá receber uma recompensa de até U$1,000.00.

Para mais informações sobre o programa de vigiância ambiental da FWC, visite www.myFWC/Violation