Polícia reforça segurança na fronteira

0
464

Cerca em San Diego está mais monitorada

O Parque da Amizade, na fronteira entre San Diego (EUA) e Tijuana (México), sempre serviu de ponto de encontro para pessoas que estavam divididas pelas condições imigratórias: por exemplo, casais separados pelos agentes de imigração aproveitavam as aberturas na cerca para trocar bilhetes e beijos; religiosos realizavam casamentos e até cultos para fiéis dos dois lados da divisória. Não mais. O governo americano reforçou a segurança no local, temendo a ação de traficantes de drogas e pessoas.

O local, na beira do Oceano Pacífico, recebeu mais uma cerca de reforço e câmeras de segurança, impedindo qualquer aproximação. “Foi um ato de crueldade”, disse Katy Parkinson, uma americana que reside em Tijuana e coordena um trabalho voluntário para imigrantes. Ela ressaltou que, na cerca, famílias tinham a chance de se reencontrar, mas os agentes justificaram a medida apontando falhas na cerca. O Parque da Amizade foi aberto em 1971.