Policiais brasileiros fazem intercâmbio nos Estados Unidos

0
6253

Oito policiais de São Paulo estiveram no Texas por um mês para conhecer a estrutura da polícia americana

DA REDAÇÃO COM STARLOCAL MEDICA

Eles usaram as próprias férias e pagaram do bolso um intercâmbio com a polícia americana do Texas. Quando voltarem, vão repassar o que aprenderam aos colegas no Brasil. A iniciativa de oito policiais brasileiros e o esforço pessoal de cada um para participar do intercâmbio chamou a atenção dos policiais texanos. “Isso mostra a paixão desses oficiais na tentativa de melhorar seus departamentos no Brasil”, disse Michael Horak, chefe da academia de polícia Eastfield College Police, em Mesquite (Texas).

Horak lembra que a dedicação do grupo superou as expectativas. “Considerando que eles ganham em média $1500 por mês, eu ‘tiro meu chapéu’ para o esforço deles”, disse o chefe de polícia, um dos mentores do projeto de intercâmbio com policiais brasileiros.

O grupo veio de São Paulo e passou algumas semanas na academia, onde visitou departamentos de polícia na região e apredeu mais sobre o sistema americano de investigação. O policial Carlos Pires ressaltou a importância da oportunidade que a viagem proporcionou para seu aprendizado. “Estou muito orgulhoso de estar aqui. É a primeira vez que esse intercâmbio acontece, o plano é repassar esse aprendizado para os futuros policiais no próximo ano”, afirmou ele que terminou a academia em 2009 e em breve será professor em uma academia de polícia em São Paulo.

Pires lembra que o grupo foi muito bem recebido pelos colegas americanos e, além de conhecer o dia-a-dia da polícia no Texas, ainda pode aproveitar para conhecer a cultura local. “A ideia era tambem aprender sobre a sociedade e a cultura dos Estados Unidos. Estamos tendo muita oportunidade de conhecer o povo americano”, ressaltou.

Os policiais conheceram várias delegacias de polícia no condado de Dallas para saber as diferenças entre os procedimentos e os tipos de treinamentos que os oficiais americanos realizam. “A polícia nos EUA é bem diferente da do Brasil. Nos EUA, o policial participa de todas as etapas do processo, no Brasil a polícia militar apenas patrulha. Quando a gente prende um indíviduo, nós o entregamos para a polícia civil”, explica.

O policial brasileiro ressalta que o intercâmbio mostrou quão importante é para o oficial os treinamentos constantes. “Durante esses dias fizemos algumas comparações de como eles lidam com os criminosos e como nós fazemos no Brasil. Tem sido um aprendizado imenso para nós instrutores brasileiros. Temos aprendido o valor das técnicas que eles usam, sua organização, seus equipamentos. Isso nos impressionou.”, disse Pires.

Tantos os policiais brasileiros quanto os texanos esperam que esse intercâmbio seja o primeiro de muitos, mas agora é a vez dos americanos querem visitar os departamentos de polícia no Brasil. O grupo brasileiro participou de um cerimônia de conclusão do curso de intercâmbio na quinta-feira (31).