Posse de Obama

0
549

Capital americana se prepara para a posse histórica: Washington receberá mais de dois milhões de pessoas para evento histórico.

O presidente americano, George W. Bush, declarou estado de emergência em Washington D. C. por conta da posse de Barack Obama. A medida, usada normalmente depois de furacões, enchentes e outros desastres natural, pode ser decretada em antecipação a grandes eventos e serve como precaução para garantir verba adicional para a cidade, que deve receber até 2 milhões de pessoas no dia 20 de janeiro.

As autoridades estão temerosas de que o Distrito de Columbia não tenha infraestrutura para receber a multidão, que chegará de todos os pontos do país – e do mundo – para presenciar o momento histórico.O governo já liberou 15 milhões de dólares para ajudar a cidade a custear a segurança e equipe médica. Porém, segundo afirmou o prefeito do Distrito, Adrian M. Fenty, a preocupação é com a capacidade da cidade, particularmente, com os serviços médicos.

Independente disso, a cerimônia de posse já é a mais cara da história americana. Os últimos cálculos das despesas mostram que o custo final deve ficar em torno de 150 milhões de dólares – a de Bush, em 2005, custou 42 milhões de dólares e a de Clinton, em 1993, não passou de 33 milhões de dólares. O gigantesco esquema de segurança conta com mais de 10 mil homens armados e já é o mais rigoroso da história americana,com detector de metais nos principais acessos às festividades e cerimônias públicas, além de atiradores posicionados em toda a extensão da Pennsylvania Avenue, que une Casa Branca ao Capitólio e onde deverá acontecer a parada presidencial no dia da posse.

Estudantes brasileiros sonham encontrar Obama

Inscritos em programas de intercâmbio cujo roteiro passa pela Casa Branca, alguns adolescentes brasileiros alimentam o sonho de conhecer pessoalmente o futuro presidente dos Estados Unidos. Um grupo, inclusive, estará em Washington no dia seguinte à posse, mas – é claro – que com a agenda abarrotada do líder da maior nação do planeta e a visita de várias autoridades mundiais à capital americana no mesmo período, o encontro não passa de uma utopia.

Ao todo são 35 felizardos, ou “jovens embaixadores”, como sugere o nome do programa da Embaixada dos EUA no Brasil. Eles ficarão hospedados em casas de família durante as duas semanas de visita à capital americana, à sede do governo e ao Congresso. “O mundo está vivendo uma nova era, e é muito legal participar deste momento, mesmo sem encontrar o presidente pessoalmente”, conforma-se um dos jovens.

‘We Are One’ – Shows de gêneros variados serão ponto alto da programação

Logo após a cerimônia de posse de Obama, o Lincoln Memorial, em Washington DC, será palco de um show histórico, repleto de grandes figuras da música e outras celebridades. O espetáculo ‘We Are One’ (ou “Somos Um Só”), vai, em cerca de 90 minutos, fazer uma “conexão entre música, ideias e valores americanos. Portanto, nomes como Bono Vox, Stevie Wonder, James Taylor, Denzel Washington e Garth Brooks deixarão a fama de lado e se tornarão apenas uma parte da engrenagem que vai celebrar a ascensão do primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos.

Os músicos chamados para participar da festa interpretarão apenas canções com ressonância histórica ou que se conectem com o tema do espetáculo. Já artistas como Denzel Washington, Jamie Foxx e Queen Latifah farão declamações históricas. Além disso, a tradicional prece da cerimônia será feita por Gene Robinson, primeiro homossexual consagrado bispo episcopal.
O tema escolhido para o evento procura passar uma mensagem de inclusão, e isso ficou bem claro na seleção de artistas, de gêneros musicais variados: country, gospel, jazz, rock, pop e hip-hop estão representados. “Já passa da hora de estarmos todos juntos”, declarou o cantor Garth Brooks.

A lista dos participantes foi anunciada após semanas de suspense. “Normalmente, precisaríamos de quatro meses a cinco meses para organizar algo tão ambicioso”, disse Don Mischer, um dos produtores do evento e cuja experiência inclui a produção de shows para as Olimpíadas. No entanto, ele confessou que está envolvido com a programação há apenas duas semanas, pois foi contatado pelo comitê organizador quatro dias depois do Natal.

A seguir, a lista de celebridades do mundo da música que integrarão o show: Beyoncé, Bruce Springsteen, U2, Shakira, Usher, Stevie Wonder, John Legend, John Mellencamp, Herbie Hancock, James Taylor, Heather Headley, Sheryl Crow, Will.I.Am, Josh Groban, Renée Fleming e Mary J. Blige, entre outros. Todas as estrelas presentes receberão um cachê simbólico e sabem que não estarão no centro das atenções.