Praias do sul da Flórida têm boa avaliação

0
692

Órgão do governo federal deu boas notas para as praias da região em termos de contaminação por bactérias

DA REDAÇÃO – As praias do sul da Flórida registraram um alto grau de limpeza em comparação a outras praias dos Estados Unidos, de acordo com o mais recente boletim anual do Conselho de Defesa dos Recursos Naturais.

O relatório divulgado nesta quarta-feira (27), que pode ter surpreendido aqueles que estão acostumados a recolher bitucas de cigarros, embalagens de sanduíches e outros detritos nas praias da região, se concentrou na contagem de bactérias na água, conforme as amostras adotadas pelos governos estaduais e locais em todo os Estados Unidos.

Dos 46 locais testados nos condados de Broward, Miami-Dade e Palm Beach, 18 tiveram nota perfeita. Dos restantes, a grande maioria falhou em atender aos padrões de saúde entre 2 e 4 por cento do tempo, um índice a muito melhor do que a média nacional.

Nacionalmente, as amostras excederam os padrões nacional de bactérias em 8 por cento das vezes. Mas a grande parte das praias do sul da Flórida ficou bem abaixo deste número, com muitas delas não registrando altos índices de bactérias. Das 19 piores praias do país, nas quais mais de 25 por cento das amostras de água excederam os padrões nacionais de bactérias, nenhuma deles está localizada na Flórida. Califórnia e Louisiana dominaram esta listas.

A principal fonte de alta contagem de bactérias, que indica a presença de dejetos humanos ou de animais, são as águas pluviais de escoamento, embora rompimentos de esgotos também causaram aumento das bactérias. Nadar em águas contaminadas pode colocar a pessoa em risco de contrair doenças gastrointestinais.

Boas condições para banho

As piores praias do condado de Palm Beach foram a do Phil Foster Park, que excedeu os níveis seguros de bactérias em 19 por cento das amostras de água, e Dubois Park, que ultrapassou o nível mínimo em 7 por cento das amostras. Mas diversas praias não tiveram alta contagem de bactérias, apesar de terem sido testadas regularmente.

Broward não teve muitos problemas, mas um dos motivos pode ter sido porque as águas do condado foram testadas apenas duas vezes por mês, enquanto no condado de Miami-Dade as águas foram testadas uma vez por semana e no condado de Palm Beach duas vezes por semana.

As piores praias em Broward, com alta contagem de bactérias em 4 por cento dos testes, foram a da Commercial Boulevard, Custer Street em Hollywood, Minnesota Street em Hollywood e Northeast 16 Street em Pompano Beach. Diversas praias não tiveram alta contagem de bactérias, incluindo Bahia Mar, Deerfield Beach, John U. Lloyd Beach State Park e Oakland Park Boulevard.

Miami-Dade teve algumas praias com alta contagem, inclusive, não sem surpresa Hobie Beach (conhecida como Praia dos Cachorros), com alta contagem de bactérias em 10 por cento das amostras, Samson Park em Sunny Isles Beach, 7 por cento e Crandon Park-South, 7 por cento. Entre as praias mais limpas figuram Cape Florida Park, Golden Beach, Matheson Hammock e 93rd Street em Surfside.

Previous articleNota de falecimento
Next articleOpinião: O ocaso de um
Fundado em outubro de 2000, o AcheiUSA Newspaper é um jornal semanal em português distribuído gratuitamente por centenas de estabelecimentos comerciais brasileiros, americanos e hispânicos, espalhados pelo estado da Flórida. Com notícias locais, imigração, cultura, agenda de eventos, cobertura social, negócios e a maior seção de anúncios classificados grátis em português fora do Brasil, o AcheiUSA é o mais completo e popular portal para os brasileiros vivendo nos Estados Unidos.