Prefeito de Deerfield Beach é deposto do cargo

0
873

Al Capellini está sendo acusado de corrupção, mas pode tentar reeleição em 2009

A ordem veio do governador da Flórida, Charlie Crist: o prefeito de Deerfield Beach, Al Capellini, foi suspenso do cargo em virtude das acusações de corrupção e conflito de interesse, pois teria votado a favor de projetos apresentados por empresas nas quais atuava como consultor. Apesar de supostamente ter se beneficiado ilicitamente destes contratos, Capellini garantiu que vai continuar sua campanha para a eleição na cidade, marcada para 10 de março.
“Eu não sou corrupto”, garantiu o prefeito suspenso, que tentará se eleger para um inédito quinto mandato. “É frustrante acontecer isso depois de 20 anos de serviços prestados à comunidade”, acrescentou Capellini. Ele chegou a ser preso no início de dezembro, sendo solto após pagar fiança, e vai tentar na Corte, em janeiro de 2009, provar sua inocência. Até lá, a vice-prefeita Sylvia Poitier assume as suas funções como prefeita de Deerfield Beach.
Outro envolvido no esquema seria o ex-vereador Steve Gonot, acusado pelo procurador do Estado de roubo de pouco mais de cinco mil dólares do dinheiro de contribuições de campanha e pela falsificação de documentos. Na carta de renúncia, ele também se declarou inocente.