Presidente George W. Bush falará à nação sobre imigração

0
714

O mandatário espera pressionar o Congresso para aprovar a reforma imigratória

A Casa Branca revelou nesta sexta-feira (12/05) que o presidente Bush abrirá a próxima fase do debate sobre imigração ilegal na próxima semana com uma ênfase renovada na segurança das fronteiras – incluindo o possível uso de soldados da Guarda Nacional – sinalizando um esforço para assegurar o compromisso dos conservadores sobre este tema, que vem divindo o Partido Republicano.

A Casa Branca disse que o presidente se dirigirá à nação na segunda-feira à noite, através de uma cadeia de TV, para colocar publicamente uma pressão sobre o Congresso no momento em que o Senado tenta novamente aprovar um projeto de lei que propõe conciliar duas correntes: a dos que brandem por um combate mais efetivo aos trabalhadores indocumentados que atravessam a fronteira entre México e EUA e a dos empresários americanos que pretendem contar com uma mão-de-obra confiável e disposa a trabalhar por baixos salários.

Bush tem andado numa linha fina entre a posição adotada pelos republicanos na Câmara de Deputados, que se opõem a permitir quaisquer ações que levem à legalização de trabalhadores indocumentados, e o Senado, onde muitos republicanos são favoráveis a algum tipo de caminho que possibilite chegar à cidadania, após cumpridas várias exigências. Mas alguns auxiliares de Bush sugeriram que o presidente deve abrandar os conservadores se quiser ter sucesso na tentativa de fazer com que eles aceitem a opção de cidadania para os ilegais.

O senador republicano da Flórida, Mel Martinez, disse ter chegado a hora do presidente demonstrar sua forte liderança: “Espero que ele reafirme seu compromisso e suas razões pela qual ele pensa que só a aplicação de medidas policiais não é a resposta e nós sabemos ser necessária uma reforma imigratória mais abrangente”.