Presidente Obama declara estado de emergência em Nova York e Massachusetts

0
690

Escolas, metros, trens e bolsa de valores não vão funcionar nesta segunda-feira. Equipes de emergência estão de plantão.

O furacão Sandy está mobilizando os estados da costa Leste nos Estados Unidos. Depois de matar 65 pessoas no Caribe e deixar um rastro tímido pela Florida, o furacão é aguardado com ansiedade e medo pelos 50 milhões de moradores dos estados da costa Leste, como Nova York, Philadelphia, New Jersey e Massachusetts. Domingo à noite, por volta das 6pm, a Casa Branca lançou um comunidade oficial dizendo que a região está sob grande risco e fechou todas as repartições públicas, isso inclui escolas para 2.1 milhões de estudantes.

A comissão nacional de Energia Nuclear também lançou um comunicado para tranquilizar a população dizendo que está de olho das usinas da região. As bolsas de valores de Manhattan não terão pregão nesta segunda-feira e 6800 voos foram cancelados. Algumas companhias até mesmo tiraram seus aviões da costa leste com medo dos prejuízos.

A expectativa dos especialistas é que o furacão traga ventos de até 60 milhas por hora quando chegar ao continente e, de 2 a 4 polegadas de chuva, o que deve trazer muita inundação. Para amenizar os efeitos da chuva, o exército e guarda nacional estão apostos e uma barreira estava sendo construída às pressas na costa de Nova York tentando proteger a cidade de toda água que Sandy deve trazer nesta segunda-feira.

Em New Jersey o governo pediu que as pessoas deixassem a cidade e suspendeu o pedágio das rodovias para que a população evacuasse a região rapidamente com destino as áreas mais seguras.

De acordo com os meteorologistas, o furacão Sandy era ainda considerado categoria um até domingo a noite. Em alto mar os ventos estavam na média de 75 milhas por hora.