Professores são presos após sexo com alunas adolescentes em Boca e Deerfiel

0
2359

Eric Richard Beasley era professor de biologia e Alexander Johnson, instrutor de karatê

Eric Richard Beasley era professor de biologia e Alexander Johnson, instrutor de karatêDA REDAÇÃO COM SUN SENTINEL – O professor de biologia Eric Richard Beasley, de 24 anos, que lecionava na escola particular, Zion Lutheran Christian School, em Deerfield Beach, foi preso na terça-feira (1) após ser pego fazendo sexo com uma aluna de 14 anos dentro de um carro.

Eric vai responder por nove acusações de abuso de menores mais duas acusações de envio de material pornográfico para pessoas com menos de dezesseis anos. Beasley é professor licenciado pelo estado e trabalhava há dois anos na escola cristã localizada no 959 SE Sixth Ave. em Deerfield Beach.

O director Philippe Dupont disse que a escola agora está preocupada em manter o ritmo de aulas, que ficou totalmente abalado com a notícia. Ele também afirmou que antes de contratar o professor a ficha criminal dele foi investigada e nada foi encontrado.

Às 4:15pm de terça-feira (1), a polícia de Lighthouse Point atendeu a uma denúncia de que um homem e uma mulher estavam em atividade suspeita dentro de um carro atrás de uma loja localizada no 5066 N. Federal Highway. Ao chegar ao local, a polícia observou que um veículo estacionado tinha proteção em todos os vidros o que dificultava a identificação de quem estava dentro do carro.

No banco de trás do veículo, uma garota de 14 anos estava sem roupa e Beasley tentava se desvincilhar das próprias roupas. O professor foi preso e a polícia encontrou com ele um aparelho de celular contendo fotos e vídeos pornográficos. Ele confessou que havia enviado o material para a menina. Beasley foi liberado na quarta-feira após pagar parte da fiança de $92mil.

Boca Raton
Em Boca, o professor de karatê, Alexander Johnson, de 40 anos, vai responder o processo criminal por ter feito sexo com uma aluna de 12 anos. Johnson recorreu à corte na quinta-feira (3) na tentativa de responder ao processo em liberdade, mas vai continuar preso. O processo contra Johnson corre desde 2012, quando ele foi preso depois de convencer uma aluna de 12 anos a ter sexo com ele. O instrutor prometia promover um livro que ela escrevia.

Johson manteve contato com a menina por mensagens de texto, mesmo após a mãe da garota ter conseguido na justiça uma ordem de afastamento. Só depois que a polícia interrogou a menina ela confessou que havia feito sexo com o professor no banheiro da escola de karatê em 2011, quando ela tinha apenas 12 anos.

Flórida
A Flórida mantém uma lista com fotos atualizadas e endereços de todos os pedófilos que moram no estado. No endereço https://offender.fdle.state.fl.us/ qualquer pessoa pode fazer a pesquisa. De acordo com o website, no condado de Broward existem 1283 pedófilos cadastrados vivendo entre a comunidade, sendo 33 em Deerfield Beach e 106 em Pompano Beach.

Legisladores do estado estudam uma nova lei que prevê penas mais duras contra professores que abusam sexualmente de seus alunos (as). Entre as mudanças está o aumento da pena de 15 para 30 anos. Atualmente não há distinção entre educadores e qualquer outra pessoa que tenha comportamento inadequado com menores de idade. A lei deve ir para votação ainda este ano. Só nos últimos três anos, nos condados de Broward e West Palm Beach, pelo menos doze educadores foram presos ou acusados de envolvimento sexual e incentivo ao uso de drogas com estudantes menores de 18 anos.