Histórico

Programa Empreender será implantado em seis países

O Programa Empreender ultrapassa as fronteiras nacionais e será implantado no Chile, Colômbia, El Salvador, México, Moçambique e África do Sul. A Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) encerrou, em março, seis missões a esses países para tratar da internacionalização do programa.
O Empreender apóia associações comerciais e empresariais organizando núcleos setoriais e valorizando o aspecto associativo entre os empresários. Por meio de núcleos setoriais, que reúnem empresas de um mesmo segmento, é possível entrar em contato direto com outras empresas, buscar soluções comuns para questões que, sozinho, o empresário teria dificuldades em resolver.
A proposta de internacionalização do programa surgiu em 2005, quando a CACB participou de evento na África do Sul que reuniu associações comerciais de mais de 60 países. Na ocasião, o Empreender foi apresentado e considerado uma das melhores iniciativas de apoio aos pequenos negócios no mundo. Assim nasceu o Empreender Internacional. Vários países demandaram mais informações e a transferência de conhecimento do programa brasileiro.
A metodologia do programa veio da Baviera (Alemanha) e começou a ser implantada no Brasil pelo Estado de Santa Catarina. Depois de adequá-la à realidade nacional, passou a ser implementada em todo o território nacional. Hoje, 2,5 mil núcleos setoriais funcionam no Brasil, graças ao Programa Empreender.
O Sebrae e CACB são parceiros na implementação do Empreender desde o início. A Instituição é responsável pela gestão operacional do programa. “Todo o conteúdo do programa foi revisto e está sendo traduzido para o inglês e espanhol”, informa Carlos Rezende, coordenador executivo do Programa Empreender na CACB. A entidade já participou de reunião no Ministério das Relações Exteriores, quando foram repassadas informações sobre as missões recém-realizadas aos seis primeiros países que vão receber o programa.